Revista Online Conexao Afro

Archive for Junho, 2014|Monthly archive page

Últimos dias para conferir “ ASSOBECATY 80 ANOS: TERRITORIO SAGRADO E SOCIAL ”, que fica aberta a exposição até o dia 30 de junho no Museu Municipal Carlos Nobre

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 26, 2014 at 3:10 am
logo Revista Conexão Afro  26 de JUnho –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

P6030020

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

Ato Público: Frente Iyá Nassô reivindica cultura, respeito e dignidade do povo negro

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 17, 2014 at 2:00 pm
logo Revista Conexão Afro  14  de JUNHO –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

 

 A ação nomeada ATO PÚBLICO: FRENTE IYÁ NASSÔ, que tem este nome em homenagem à memória etno-religiosa e geográfica do Espaço Cultural da Barroquinha (ECB), vem a público, cobrar a coerência da fala do Senhor Prefeito Antônio Carlos Magalhães Neto, que no último dia 08 de maio de 2014, na reabertura do referido espaço, ressaltou sua importância para a comunidade negra. Isso, inclusive, nos faz questionar a inexplicável exoneração de Ângelo Flavio, gestor daquele espaço naquela ocasião. O ATO PÚBLICO: FRENTE IYÁ NASSÔ, será realizado no dia 09 de junho de 2014, segunda-feira, com concentração às 15h, na Fundação Gregório de Matos (FGM). De lá faz uma caminhada até a Prefeitura Municipal de Salvador, onde entregará um pedido de Audiência Pública com o prefeito, vice-prefeita, Secretaria de Cultura do Município, Secretaria Municipal da Reparação e FGM. O objeto do pedido de audiência é a discussão das Políticas Públicas para o ECB.

ENTENDA O CASO!

Ter Ângelo Flávio à frente do Espaço Cultural Barroquinha representa respeito ao povo negro, que volta, em “grande estilo”, a se responsabilizar pelas demandas de um espaço com importância histórica na sua emancipação cidadã. Aliás, com uma significação que extrapola a simples fala oficial do senhor prefeito que, naquele dia 08 de maio de 2014, reconhecia a legitimidade negra do espaço.  Ângelo Flávio é um experiente ator, diretor, dramaturgo, com talento reconhecido tanto pela critica especializada, por meio de inúmeros prêmios, quanto pelo público em geral, ao comparecer maciçamente aos seus espetáculos. Com certeza tem um histórico que legitima sua posição de gestor do ECB. No entanto, o sintoma de que alguma coisa estava fora da ordem começou a nos inquietar ao percebermos a tentativa de invisibilizá-lo, em dois momentos distintos: na mídia baiana, durante a semana da inauguração, ao não mencionar o idealizador do projeto identitário para o ECB; e, na noite do dia 08 de maio, na reabertura do ECB, quando a fala do então gestor Ângelo Flávio, só foi garantida mediante a inquietação de pessoas presentes no evento. Por sua experiência, por seu comprometimento com a arte, pelo seu pertencimento racial e com a cultura, Ângelo muito bem nos representaria naquele espaço. No entanto, fomos surpreendidos com a sua exoneração, na semana seguinte à reabertura.

Nossa luta pelo Espaço Cultural da Barroquinha é fruto de nossa ligação ancestral com este lugar, onde até 1838 as grandes senhoras negras da liberdade lideraram, a partir da tradição dos Yorubas, a nossa caminhada para a liberdade, através da religiosidade e outras formas de Organização Política, e a partir de 1838 elas levaram todo o conhecimento ali organizado para o Engenho Velho, para fundar a Venerável Casa Branca, casa fundada por Iya Nasso Oká, e todas as mulheres da tradição Nagô organizada na Bahia, irradiando para todo o Brasil, como mostrou o prof. Renato da Silveira, em seu livro “O Candomblé da Barroquinha”, publicado pela EDUFBA. História também retratada na obra monumental de Ana Maria Gonçalves, “Um Defeito de Cor”, que durante o Festival Internacional Abriu de Leituras, se emocionou e escreveu, em sua página no facebook, que estava saindo dali de alma lavada, orgulhosa com tudo que o Abriu de Leituras estava oferecendo ao Brasil.

Pautamos o Espaço Cultural da Barroquinha como o fez o Movimento Negro Brasileiro desde o inicio dos anos 1990 e 2000, quando reivindicou que este fosse denominado Centro Cultural Iya Nassô Oká, em homenagem aquela que nos guiou para a liberdade e protagonizou o ato de movimentar a tradição negra nas Américas, liderando a “Cidade das Mulheres”, como escreveu a etnóloga de Columbia University, Ruth Landes, 100 anos depois do ato de Dona Iya Nassô, em 1938, quando foi guiada pelo Antropólogo Negro Edson Carneiro, para fazer o grande manual de etnografia a partir do seu contato com as herdeiras de dona Iya Nasso, como Mãe Aninha do Ilê Axé Opô Afonjá, Dona Menininha do Gantois, Dona Flaviana Bianc, do Terreiro do Cobre e tantas outras.”

Historicamente conquistamos a nossa fala simbólica e muito lutamos para ver nossas ações concretizadas. Ângelo Flavio muito bem concretiza seus-nossos projetos, como pudemos comprovar, recentemente, com o brilhante “Abriu de Leituras”. Então perguntamos: por que exonerá-lo uma semana após a reabertura do Espaço Cultural Barroquinha?

Axé em nossa luta, o nosso destino é uma felicidade guerreira!!!

FRENTE IYÁ NASSÔ

SERVIÇO

ATO PÚBLICO: FRENTE IYÁ NASSÔ, dia 09 de junho de 2014, segunda-feira, com concentração às 15h, na Fundação Gregório de Matos (FGM)/ Rua Chile.

Uma caminhada seguirá até a Prefeitura Municipal de Salvador / Praça Municipal

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

Debate online junta mulheres do mundo em torno do meio ambiente

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 17, 2014 at 1:41 pm
logo Revista Conexão Afro  14 de JUNHO –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

Ouvir / Baixar

Até ao final deste mês, discussões devem envolver tópicos como participação feminina no empresariado e em atividades de subsistência; iniciativa antecede cimeira Pequim +20, a decorrer no próximo ano.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Várias agências das Nações Unidas apoiaram o lançamento de uma ferramenta de discussão eletrónica, que até 24 junho deve chamar a atenção para problemas ambientais e oportunidades do grupo.

Com o título “Mulheres e Meio Ambiente”, o veículo envolve o Programa da ONU para o Meio Ambiente, a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial e a ONU Mulheres.

Pequim+20

A iniciativa Seed, que promove parcerias para o desenvolvimento sustentável, também participa no projeto.

O debate online também deve informar sobre os trabalhos preparatórios das discussões intergovernamentais, que devem anteceder a cimeira Pequim +20. O evento agendado para 2015 vai comemorar o vigésimo ano da histórica Quarta Conferência sobre Mulheres.

Degradação

Entre os tópicos de discussão online estão as empresárias, o trabalho nas economias verdes e o impacto das mudanças climáticas. Por outro lado, será discutida a degradação ambiental e o efeito dos desastres naturais sobre os meios de subsistência do grupo.

Os temas também incluem a participação feminina nas indústrias verdes, as agricultoras e a segurança alimentar e nutricional além dos padrões sustentáveis de produção e consumo.

Avanços

O objetivo principal do debate é sensibilizar e chamar a atenção para problemas e oportunidades emergentes para as mulheres e o ambiente.

Com o projeto, espera-se que sejam documentadas as boas práticas e iniciativas inovadoras sobre os avanços da participação feminina no desenvolvimento sustentável e na economia verde.

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

MPF VETA VÍDEOS DESRESPEITOSOS

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 16, 2014 at 1:31 pm
logo Revista Conexão Afro16 junho   –Guaíba- RS –Brasil

Os 16 vídeos que ofendem as religiões de matriz africana não poderão mais circular na internet, por decisão do desembargador Reis Fried, com base em ação ajuizada pelo Ministério Público Federal. Antes, um juiz, Eugênio Rosa de Araújo, tinha negado esta retirada, até dizendo que ‘umbanda e candomblé não eram religiões’. Muito criticado, o magistrado fez o que ele chamou de ‘adequação argumentativa’, reconhecendo ‘a percepção deste Juízo de se tratarem os cultos afro-brasileiros de religiões, eis que suas liturgias, deidade e texto-base são elementos que podem se cristalizar, de forma nem sempre homogênea’. Entenderam? O pior: manteve os vídeos desrespeitosos no ar. Agora acabou essa ‘festa’ preconceituosa na internet. Parabéns ao povo de santo, entidades e todo(a)s o(a)s que reagiram a estes absurdos.
A melhor religião é toda aquela que não se considera melhor do que as outras. Sejamos ecumênicos, sempre e mais, respeitando o direito de crença e de não-crença de cada pessoa.

 
 

 

 

 

MPF VETA VÍDEOS DESRESPEITOSOS

Os 16 vídeos que ofendem as religiões de matriz africana não poderão mais circular na internet, por decisão do desembargador Reis Fried, com base em ação ajuizada pelo Ministério Público Federal. Antes, um juiz, Eugênio Rosa de Araújo, tinha negado esta retirada, até dizendo que 'umbanda e candomblé não eram religiões'. Muito criticado, o magistrado fez o que ele chamou de 'adequação argumentativa', reconhecendo 'a percepção deste Juízo de se tratarem os cultos afro-brasileiros de religiões, eis que suas liturgias, deidade e texto-base são elementos que podem se cristalizar, de forma nem sempre homogênea'. Entenderam? O pior: manteve os vídeos desrespeitosos no ar. Agora acabou essa 'festa' preconceituosa na internet. Parabéns ao povo de santo, entidades e todo(a)s o(a)s que reagiram a estes absurdos.
A melhor religião é toda aquela que não se considera melhor do que as outras. Sejamos ecumênicos, sempre e mais, respeitando o direito de crença e de não-crença de cada pessoa.

"Podemos não ser fruto da mesma arvore mas,somos arvore da mesma floresta" : Mãe Beth D’Oxum

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 13, 2014 at 7:53 pm
logo Revista Conexão Afro  13 de JUNHO –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

 

Foto: Encerrado o Manifesto Cultural pela aprovação da Lei Cultura Viva!

A matéria está na ordem do Dia e será votada a qualquer momento!

Pois é companheiros dos Pontos de Cultura do Brasil, apesar de termos conseguido aprovar o requerimento de urgência e garantir que a Lei Cultura Viva será votada nas próximas sessões, o que vimos no Plenário da Câmara dos deputados em Brasília nesta terça-feira, 10 de junho /2014, longe de ser um marco, foi algo muito nocivo a cultura brasileira.

eu, Mãe Beth de Oxum, Pai Lula Dantas, Chico Simões, Alexandre Santine, Leila Lopes, João Paulo Mehl, Valter cedro, Yuri Soares,  junto a outros ativistas da Cultura brasileira, fomos convidados pela Comissão de Cultura da Câmara para participar de um ato cultural, para fortalecer a votação da Lei Cultura Viva.  

pra começo de conversa,  já de manhã, não pude entrar, pois portava algo que parece ser bastante ameaçador no congresso, um pandeiro e um tambor, os seguranças foram intransigentes e truculentos, no tocante aos tambores, ele afirmam que o congresso não é lugar para ARTISTAS e nem para TAMBORES e que tem ordem expressa para não deixar ninguém passar que porte um tambor. pense numa confusão, pois vim de Pernambuco e fui convidada para fazer uma manifestação artística e os seguranças não queriam deixar de jeito nenhum que eu passasse com meu pandeiro, depois de muito argumento, solicitei a presença do assessor da Comissão de Cultura Fred Vasquez que contornou parcialmente o problema, deixando meu pandeiro e meu tambor na portaria para que eu pudesse adentrar a esta " casa do povo".  Esse foi o cenário de entrada dos artista no congresso nacional,  logo depois fomos recebidos pela Comissão de Cultura e carinhosamente acolhidos pela deputada Jandira Fegali, que nos relatou em que contexto se daria esta votação. Ela passou bastante otimismo em relação a aprovação da lei, porém,  nos salientou que o processo de votação é algo que de fato nunca se sabe como vai se dar, depende muito dos líderes das bancadas, pois o que estar em jogo são os interesses das mesmas. se o projeto é relevante para o povo brasileiro, isso é um detalhe, é o que menos importa, porque o que importa mesmo, é o conchavo, as alianças, é o interesse do partidos e sua bancada, e assim se deu, os líderes do PSDB, do DEM, do PPS e do SOLIDARIEDADE, OBSTRUÍRAM A VOTAÇÃO DA LEI CULTURA VIVA.   Ocupamos o congresso, pressionamos, cantamos, tocamos, mobilizamos, fomos aos gabinetes falar com os deputados, falamos da nossa expectativa com a lei que garante a Cultura como política de estado, mais isso nem de longe é pauta importante dos congressistas. o que importa são seus interesses escusos, SENTÍ NOJO DE ESTAR ALÍ,  realmente é um lugar muito inóspito, excessivamente masculino e branco, os pretos são maioria só nos serviçais, uma energia muito carregada, ruim mesmo, meu fio de conta de oxalá, partiu na hora.

Além do projeto de lei do Cultura Viva, tbm estavam na pauta da votação, o Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil, ( MROSC),

projeto que não tem unanimidade, muito pelo contrario, dado os interesses dos ditos representantes do povo, em relação a participação e controle social.

de quebra, ainda tinha a votação do projeto que pretende tornar as farmácias, lugar de promoção de saúde, que confronta diretamente com os interesses da grandiosa industria farmacêutica.

em torno das 17 horas, começou a votação, mais uma vez, Nós não fomos autorizados a entrar no plenário para acompanhar a votação, nem mesmo nas galerias, o cerco fechou, não passava ninguém, com excessão da Leila que é jornalista e tinha um crachá de imprensa, de resto ninguém passou, nem os representantes do Minc, só os funcionários da casa, que portavam o crachá.  A entrada virou um grande tumulto, novamente os seguranças de forma truculenta, fizeram uma barreira humana e ficamos todos impedidos de entrar para acompanhar uma votação na qual fomos convidados, pasmem,  a votação de um projeto de lei que em março de 2010 eu defendi como proposta prioritária da II Conferência Nacional de Cultura e que a 10 anos executamos na prática nos nossos territórios.  A cada hora vinha uma informação diferente, por fim ficamos sabendo que não deu córum, os líderes dos partidos de oposição, DEM, PSDB, PPS E SOLIDARIEDADE ordenaram a suas bancadas a se retirarem do plenário,  para não dá córum e assim os projetos que estavam na pauta, não serem votados.

ESSA È A NOSSA REALIDADE, AS POLÌTICAS PÚBLICAS SÃO LITERALMENTE MOEDA DE TROCA, dos partidos, das bancadas.  uma vergonha, uma imoralidade.  Com muitíssimo esforço a deputada  Alice Portugal e Jandira Fegali  conseguiram articular requerimento de urgência, para que nas próximas sessões a lei cultura Viva seja votada. não entrou no mérito, mais entrou na urgência, dos males o menor, pois nas próximas sessões o Projeto de Lei Cultura Viva, deve ser votado.

E AGORA?  O QUE FICA PRA SOCIEDADE CIVIL, BOTAMOS ESSA CORJA PRA NOS REPRESENTAR, QUAL A ESTRATÉGIA? TROCAR 6 POR MEIA DÚZIA?  PENSO  QUE ESSAS BANCADAS E SEUS PARTIDOS JÁ ABUSARAM DO DIREITO DE NOS TOMAR COMO COMPLETOS IDIOTAS.

NA FRENTE DA PAREDE HUMANA, TERMINEI CANTANDO ESSE COCO,  MEU CUMPADE TC PEGOU LOGO O TAMBOR,

JUNTEI TODO MUNDO E MANDEI VER, 

TA NA HORA DO PAU COMER !!!

autoria, Mãe Beth de Oxum

PRO POVO SER RESPEITADO

TA NA HORA DO PAU COMER!!! ( CÔRO)

POVO DE TERREIRO SER PROTAGONIZADO

TA NA HORA DO PAU COMER !!!

PRA APARECER NA TELEVISÃO

TA NA HORA DO PAU COMER !!! ( CÔRO)

PRA DISCUTIR COMUNICAÇÃO

TA NA HORA DO PAU COMER !!!

PRA DEBATER A CONCESSÃO

TA NA HORA DO PAU COMER!!!

TA CHEGANDO A ELEIÇÃO

TA NA HORA DO PAU COMER !!!

TOME CUIDADO COM A OPÇÃO

TA NA HORA DO PAU COMER !!!

CHEGOU OS PONTOS DE CULTURA

TA NA HORA DO PAU COMER!!!

PRA CUSPIR  NA ESTRUTURA

TA NA HORA DO PAU COMER !!!

TRAZENDO ARTE INSURGENTE

TA NA HORA DO PAU COMER !!!

FAZENDO A CABEÇA DA GENTE

TA NA HORA DO PAU COMER !!!

VAMO SIMBORA, SE LIGA DEPUTADO, POIS TA NA HORA DO PAU COMER !!!!

Mãe Beth de Oxum

UNIC REALIZA 1ª FEIRA DE SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 10, 2014 at 9:21 pm
logo Revista Conexão Afro10 junho   –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

ENFERMAGEM 014.JPG 

A Faculdade de Enfermagem da UNIC em parceria com o Pronatec realiza nessa terça-feira (13) a 1ª Feira de Saúde da população Negra, das 8h às 21h no pátio da instituição.

De acordo com a professora, Micheline Lopes, o objetivo do evento é fomentar a discussão sobre a qualidade da assistência à saúde para a população negra, bem como trazer uma reflexão sobre o combate ao racismo institucional e as vulnerabilidades em saúde.

“O propósito dessa feira é garantir o acesso à saúde, em seus aspectos de promoção, prevenção, atenção, tratamento e recuperação de doenças, incluindo aqueles de maior prevalência no grupo em estudo”, frisou Lopes.

Micheline afirma que estudos revelam que os maiores índices da prematuridade dos óbitos, das altas taxas de mortalidade materna e infantil,  e da maior prevalência de doenças crônicas e infecciosas, bem como a violência urbana incidem sobre a população negra.

“Esse evento é um momento que temos especialmente para refletir o lugar da população negra no país, sua história, importância política, necessidades e direitos. Isso não deve apenas ficar centrado em universidades. Mas, trabalhar essa questão na sociedade em geral, porque ainda hoje vimos que o racismo é muitas vezes silencioso e não declarado”, finalizou.

Para o presidente do Quilombo Capão do Negro, Elizeu da Silva, é necessária uma quebra de cultura, porque as pessoas não conhecem a realidade da população negra e as dificuldades que ainda sofremos nos dias atuais. “É preciso incluir a questão racial nas universidades, para que os estudantes saiam conscientes e atentos a essa realidade”, declarou.

A ativista do Movimento Negro, Nara Nascimento esteve presente no evento e destacou que é muito importante esse tipo de atividade para sensibilizar o corpo docente e discente da instituição. “Segundo pesquisa da Organização Mundial de Saúde – OMS, 43% da população branca tiveram atendimentos a saúde, enquanto somente 25% da população negra teve acesso. As mulheres negras apresentaram menores chances de passar por consultas ginecológicas completas e por consultas de pré-natal; menores chances de realizar a primeira consulta de pré-natal em período igual ou inferior ao quarto mês de gravidez, receber informações sobre os sinais do parto, alimentação saudável durante a gravidez e sobre a importância do aleitamento materno nos primeiros seis meses de vida do bebê. Isso mostra o quanto existe a discriminação racial perante a sociedade”, afirmou.

Elaine Regina dos Santos, responsável técnica da saúde da população negra, da Secretaria Municipal de Saúde – SMS ressaltou que é muito importante debater essa questão com os acadêmicos, pois ainda existe muita diferença entre a população branca e negra no mercado de trabalho.​

Fonte: Soraya Medeiros/UNIC

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

Praticantes do Candomblé e da Umbanda ocupam a Praça dos Três Poderes

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 9, 2014 at 10:02 pm
logo Revista Conexão Afro9 junho   –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

Seguidores do Candomblé e da Umbanda vão a Brasília protestar contra política do governo que discriminam cultos religiosos de origem africana.

09/06/2014 18:06

marcha-religio-africanos-09062014
BRASÍLIA [ ABN NEWS ] — Povo de Santo Ocupa Brasília é uma frente formada pelos adeptos mais antigos das casas mais tradicionais do Candomblé e da Umbanda de todo país, que estão marchando rumo à Brasília, com objetivo de exigir reconhecimento digno às religiões e práticas de origem africana.

Lideram a marcha a Casa de Oxumaré, Casa Branca do Engenho Velho, Gantois, Axé Opo Afonjá, Tumba Junçara, Bogun, Alaketu, Omiojuarô e, pela Umbanda, o Movimento Umbanda do Amanhã (MUDA).

“Amanhã, 10 de junho, (terça feira) às 10h, faremos a denúncia de que o Estado brasileiro tem violado sistematicamente o direito de crença e liberdade das minorias religiosas e não tem cumprido os tratados internacionais que garantem proteção a direitos fundamentais dos religiosos de matriz afro. A expectativa de público é de duas mil pessoas, vindas em caravanas dos Estados da Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Maranhão, Goiás, Rio Grande do Sul e Amazonas” afirma nota divulgada pelos organizadores da marcha.

Na ocasião serão entregues documento produzido por pesquisadores do Núcleo Fluminense de Estudos e Pesquisas (NUFEP) da Universidade Federal Fluminense, que apontam que tanto o Poder Judiciário, as Polícias e as políticas públicas, não atendem as demandas dos religiosos.

O documento é o resumo de pesquisas que vêm sendo realizadas desde 2008 sobre casos de intolerância religiosa que chegam ao Judiciário. Anexado ao documento, um dossiê de reportagens sobre sacerdotes assassinados, terreiros depredados e invadidos e uma série de casos de violação aos direitos de sacerdotes e adeptos dos cultos afro.

Serviço:

10 de Junho de 2014 às 10h

Praça dos Três Poderes, Brasília DF

Extraído do Portal da Agência Brasileira de Notícias

http://www.abn.com.br/editorias1.php?id=74148

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

Participe da mobilização! Lei Cultura Viva !

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 8, 2014 at 10:24 pm
logo Revista Conexão Afro08 junho   –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

6/6/2014

Ligue e mande email para os parlamentares, principalmente do seu estado e os que voce e sua rede tenham diálogo, pedindo empenho na aprovação do projeto da Lei Cultura Viva e Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil. Saiba como:

Mobilize o Deputado do seu Estado Participe da mobilização! Ligue e mande email para os parlamentares, principalmente do seu estado e os que voce e

head culturaviva-04

Mobilize o Deputado do seu Estado

infoCulturaViva-08

Participe da mobilização!

Ligue e mande email para os parlamentares, principalmente do seu estado e os que voce e sua rede tenham diálogo, pedindo empenho na aprovação do projeto da Lei Cultura Viva e Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil.

A transformação do Programa Cultura Viva em Lei Federal está a um passo de ser finalmente consumada. O projeto de lei segue para sua promulgação no Congresso na próxima terça-feira (10/6), onde deverá ser aprovada e levada para a sanção final da presidente Dilma Rousseff.

VEJA O VÍDEO DE MOBILIZAÇÃO!

***

Proposta de E-mail:

"Solicitamos a votação da PLC 90/2013 – Lei Cultura Viva em regime de urgência. Sua base social está representada na maior instância de deliberacão das prioridades da Sociedade, a Conferencia Nacional de Cultura. Há quatro anos, em sua segunda edição, o projeto já havia sido eleito como prioridade. Agora, na III CNC, que ocorreu em Brasília-DF entre 26 de novembro e 1 de dezembro, mais uma vez a Lei Cultura Viva foi aclamada unanimamente pelos 804 delegados votantes, de todos os estados do Brasil. Ainda na Conferência, duas moções pedindo a indicação do relator da CCJC e urgência na votacão em plenário foram aprovadas.

É urgente que a Câmara dos Deputados faça seu papel e aprove a Lei Cultura Viva, que transforma o Programa Cultura Viva em Política de Estado. Por meio de sua ação estruturante, ou seja, os Pontos de Cultura, a política cultural tem sido transformadora, atingindo agentes e grupos jamais contemplados pelo Estado brasileiro anteriormente.

Participaram nas diversas ações do Programa Cultura Viva pelo menos 5.325 iniciativas culturais, que envolveram em suas atividades cerca de 8 milhões de pessoas segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) em pesquisa realizada no ano de 2009."

***

-> Acesse o KIT DE MOBILIZAÇÃO

-> Assine a Petição da Lei Cultura Viva: CLIQUE AQUI

-> Clique AQUI e acesse as peças gráficas e publique em sua rede social, site ou blog!

-> Emails e telefones dos Deputados Federais

-> LEIA o Projeto de Lei aprovado no Senado Federal!

***

infoCulturaViva-05  1

Entre em contato:

FACEBOOK

TUMBLR

Email: culturaviva.lei@gmail.com

1px

©2014 Circuito Paulista de Festivais Independentes | Brasil

Versão Web Encaminhar Descadastrar

Powered by Mad Mimi ®

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  305566

A TEIA da Diversidade na TV Brasil

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 7, 2014 at 8:19 pm
logo Revista Conexão Afro07 junho   –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

6/6/2014

A TV Brasil vai apresentar neste sábado (7), às 18h30, um programa especial sobre a TEIA Nacional da Diversidade 2014 , encontro dos Pontos de Cultura e das Redes da Diversidade do Programa Cultura Viva, realizado entre os dias 19 e 24 de maio, em Natal (RN).

A TEIA reuniu um grande público de ponteiros, artistas, gestores públicos da área cultural, mestres da cultura popular, representantes de grupos e povos de cultura tradicional no país, como quilombolas, povos de terreiro, índios e ciganos, para discutir as políticas públicas e o futuro do Programa Cultura Viva.

Como já é tradicional nestes eventos, esta foi a 5ª edição, além dos debates e articulação programática, houve muitos shows, performances artísticas, oficinas e feira do artesanato tradicional.

SCDC/MinC

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  305566

MinC inclui cultura de matriz africana em conselho nacional

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 6, 2014 at 6:47 pm
logo Revista Conexão Afro 06  de  junho–Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

MinC inclui cultura de matriz africana em conselho nacional

sexta-feira, by Ascom

Acervo/FCP

O Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC), do Ministério da Cultura (MinC), deverá incluir representantes das culturas de matriz africana entre seus componentes. A proposta é que sejam integrados ao Conselho membros de comunidades quilombolas e tradicionais de matriz africana, da capoeira e do hip hop. Se somaram às reivindicações apresentadas pelo Colegiado Setorial Afro-brasileiro representações para os temas de segurança alimentar e comunidade LGBT.

O principal objetivo é tratar das demandas da cultura dos povos tradicionais e de matriz africana, além de outros perfis sociais que ainda não foram contemplados. De acordo com Douglas Santos, assessor de Políticas para Juventude Negra da Fundação Cultural Palmares, a contemplação de assuntos relacionados à essas temáticas é extremamente importante.

Porém, ele defende que deve haver todo um cuidado por se tratar de seguimentos que se ramificam e que são repletos de peculiaridades em vários aspectos. “É um ótimo espaço para a diversidade negra, mas ela ainda precisa ser mais aprofundada na pauta da Cultura”, defendeu em pleno acordo com o que foi ressaltado pelos representantes que participaram da reunião do colegiado realizada nos dias 27 e 28 de maio.

Além do presidente da Fundação Cultural Palmares, Hilton Cobra, participaram do debate a ministra Luiza Bairros, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, o secretário do CNPC, Bernardo Mata Machado, o suplente da Secretaria Estadual da Promoção Social, Pedro Vasconcellos,  secretária de Cidadania e da Diversidade Cultural do MinC, Márcia Rollemberg, assim como representantes da sociedade civil.

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

Mãe Carmen de Oxalá,representou o Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural, e está impactada com os efeitos do evento TEIA DIVERSIDADE – 2014

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 5, 2014 at 7:20 pm
logo Revista Conexão Afro 05  de  junho–Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

Permito-me utilizar a foto que foi tirada do álbum " Pensamentos na #TEIAdaDiversidade. Foto: Henrique Crasto" para dizer que ainda estou sob efeito do evento nacional TEIA 2014, evento nacional com repercussão internacional. Assi como as celebrações de 80 anos de resistência e 26 de identidade jurídica da casa tradicional ASSOBECATY.

Foto: Boa noite, permito-me utilizar a foto que foi tirada do álbum "  Pensamentos na #TEIAdaDiversidade. Foto: Henrique Crasto" para dizer que ainda estou sob efeito do evento nacional TEIA 2014, evento nacional com repercussão internacional. Assi como as celebrações de 80 anos de resistência e 26 de identidade jurídica da casa tradicional ASSOBECATY.

TEIA 2014- Hotel Vila do Mar

Foto: TEIA 2014- Hotel Vila do  Mar

Não me considero uma pessoa egoísta, por isto compartilho estas fotos com vocês. ! TEIA 2014 -NATAL

Foto: Não me considero uma  pessoa   egoísta, por isto compartilho estas fotos com vocês. ! TEIA 2014 -NATAL

Fala sério, Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural da Casa Tradicional ASSOBECATY , marcou o TEIA 2014- NATAL !

Foto: Fala sério, Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural da Casa Tradicional ASSOBECATY , marcou o TEIA 2014- NATAL !

Assobecaty, Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural, Mar, Natureza tudo a ver com cultura de matriz africana, tudo a ver com a Teia 2014 Natal

Foto: Assobecaty, Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural, Mar, Natureza tudo a ver com cultura de matriz africana, tudo a ver com a  Teia 2014  Natal

Omiô ! TEIA 2014

Foto: Omiô ! TEIA 2014

Adupê ! Obrigado, a todos que fortalecem nossa luta, Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural
ASSOBECATY.

Foto: Adupê ! Obrigado, a todos que fortalecem nossa luta, Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural
ASSOBECATY.

Fechamos as postagens de nossa participação do TEIA 2014, deixamos uma paisagem linda Hotel Vila do Mar – NATAL- Rio Grande do Norte

Foto: Fechamos as postagens de nossa participação do TEIA 2014, deixamos uma paisagem  linda Hotel Vila do Mar - NATAL-  Rio Grande do Norte

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

GRAVE DESRESPEITO ÀS RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA !!!

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 4, 2014 at 6:56 pm
logo Revista Conexão Afro04 de junho –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO
Dias antes do início da Copa de 2014 um tapete de serragem para celebrar Corpus Christi se soprepõe à obra de arte pública de referência afrobrasileira Bará do Mercado. A obra integra o Museu de Percurso do Negro em Porto Alegre, e foi inaugurada em fevereiro de 2013 em homenagem ao orixá Bará, sob a organização da Congregação em Defesa das Religiões Afrobrasileiras – CEDRAB. O Bará do Mercado é PATRIMÔNIO IMATERIAL da cidade !!!
Será que estamos passando por um momento de intolerância religiosa? Ou se trata apenas de um engano?
A Prefeitura de Porto Alegre autorizou isso?
Foto: >> GRAVE DESRESPEITO ÀS RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA !!!</p><br />
<p>Dias antes do início da Copa de 2014 um tapete de serragem para celebrar Corpus Christi se soprepõe à obra de arte pública de referência afrobrasileira Bará do Mercado. A obra integra o Museu de Percurso do Negro em Porto Alegre, e foi inaugurada em fevereiro de 2013 em homenagem ao orixá Bará, sob a organização da Congregação em Defesa das Religiões Afrobrasileiras – CEDRAB. O Bará do Mercado é PATRIMÔNIO IMATERIAL da cidade !!!<br /><br />
Será que estamos passando por um momento de intolerância religiosa? Ou se trata apenas de um engano?<br /><br />
A Prefeitura de Porto Alegre autorizou isso?logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

Exposição ASSOBECATY 80 Anos : Território Sagrado e Social

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 4, 2014 at 12:52 pm
logo Revista Conexão Afro  04 de JUNHO –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

Continua aberta a exposição ASSOBECATY 80 anos : Terrirórios Sagrado e Social , realizada pela historiadora Miriam Leão, faz o resgate  a base de uma pesquisa no acervo da entidade .  A mostra acontece no Museu Municipal Carlos Nobre das 8h30 às 18 h, e integra a programação  de celebração dos 80 anos da casa tradicional .

Foto: Para quem não sabe, a Exposição ASSOBECATY 80 anos : Territórios entre o Sagrado e Social,  ficou aberta de  31 de maio á 30 junho de 2014, no Museu Municipal Carlos Nobre.

A exposição ressalta a religiosidade africana, também o trabalho social,  a sua  importância do dialogo e do respeito à diversidade da cultura brasileira.

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

Sr. Prefeito exigimos providências URGENTES!!! DESRESPEITO AS RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA!!!

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Junho 3, 2014 at 7:09 pm
logo Revista Conexão Afro03 de junho –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO
DESRESPEITO AS RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA!!!
Hj pela Manhã no Mercado Público de Porto Alegre, O Prefeito Fortunati, juntamente com alguns secretários colocaram “serragem” sobre o Marco do Bará do Mercado, em uma “obra de arte”, comemorativa a Copa Mundo. Símbolo religioso o Marco do Bará do Mercado foi premiado pela própria Prefeitura que agora desrespeita e ofende todos nós seguidores e simpatizantes das religiões de matriz africana. o “Bará do Mercado” foi o primeiro Marco do Imaterial do Brasil. Isso não pode ficar assim. Sr. Prefeito exigimos providências URGENTES!!!
Foto: DESRESPEITO AS RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA!!!
Hj pela Manhã no Mercado Público de Porto Alegre, O Prefeito Fortunati, juntamente com alguns secretários colocaram "serragem" sobre o Marco do Bará do Mercado, em uma "obra de arte", comemorativa a Copa Mundo. Símbolo religioso o Marco do Bará do Mercado foi premiado pela própria Prefeitura que agora desrespeita e ofende todos nós seguidores e simpatizantes das religiões de matriz africana. o "Bará do Mercado" foi o primeiro Marco do Imaterial do Brasil. Isso não pode ficar assim. Sr. Prefeito exigimos providências URGENTES!!!

 

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  305566

Bolo de Aniversário da ASSOBECATY 80 anos!!! : Ilê de Mãe Carmen de Oxalá: Hummm Bolo delicioso!!!

In Matriz Africana e Meio Ambiente on Junho 1, 2014 at 6:41 pm
logo Revista Conexão Afro1 junho   –Guaíba- RS –Brasil

Bolo de Aniversário da ASSOBECATY 80 anos!!! : Hummm Bolo delicioso!!! Com esta foto abrimos uma sequência de fotos que marcam as celebrações de 80 anos de resistência , 26 de identidade jurídica da casa tradicional de matriz afro ASSOBECATY.

 

Foto: Bolo de Aniversário da ASSOBECATY  80  anos!!! : Hummm  Bolo delicioso!!!  Com esta  foto abrimos   uma sequência de fotos que marcam as celebrações de 80 anos de resistência , 26 de identidade juridica da casa tradicional de matriz afro ASSOBECATY.

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655