Revista Online Conexao Afro

Archive for Outubro, 2014|Monthly archive page

Oficina de Percussão no Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Outubro 30, 2014 at 12:59 am

P7100058

Começam aquecer os tambores, atabaques, ilús, para apresentação do Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural ASSOBECATY, para apresentação da Semana Municipal da Consciência Negra.

Anúncios

Eleições: movimento negro partidário sofre derrota acachapante

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Outubro 18, 2014 at 12:15 pm
logo Revista Conexão Afro 18 de outubro –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

Eleições: movimento negro partidário sofre derrota acachapante

Share on facebookShare on twitterShare on deliciousShare on googleShare on emailMore Sharing Services

Da Redação

S. Paulo – Os nomes de maior expressão e visibilidade do movimento negro brasileiro, que se tornaram militantes partidários, foram derrotados nas eleições deste ano. Da degola das urnas, só escaparam a ex-governadora Benedita da Silva, que disputou a reeleição para deputada federal pelo PT do Rio, e Vicente Paulo da Silva, Vicentinho, do PT paulista, que tem sua maior base no movimento sindical por ter sido presidente da maior central sindical do país – a Central Única dos Trabalhadores (CUT). Vicentinho teve 89.0001 (0.42%) dos votos e Benedita 48.163 (0.63%).

Também em S. Paulo, a sambista Leci Brandão, conseguiu se reeleger pelo PC do B, com 71.136 votos (0.35%) do total e continuará sendo a única mulher negra na Assembléia Legislativa de S. Paulo.

Entre os 513 deputados que se elegeram em 05 de outubro, 410 (79,9%) se declaram brancos, 81 (15,79%), se autodeclaram pardos e 2 (4,29%) pretos – o que significa que negros correspondem a 20% da formação da Câmara dos Deputados, embora representem 53,1% da população segundo a mais recente Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio do IBGE (PNAD 2013).

Entre os derrotados estão, o ex-ministro da SEPPIR, Edson Santos (foto), candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro, que obteve apenas 18.950 votos (0.25%) do total e o empresário e pagodeiro Netinho de Paula, vereador pelo PC do B que, depois de quase 8 milhões de votos para senador nas eleições de 2010, não conseguiu passar dos 82.105 votos (0.39%) para deputado federal.

Netinho (foto abaixo) também ocupou a Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial (SMPIR), criada pelo prefeito Fernando Haddad, e conseguiu, para disputar a eleição, deixar no cargo um aliado, Antonio Pinto, porém, nada disso foi suficiente para alavancar sua votação.

Fiasco

Na Bahia, que tem a maior população negra em números absolutos, nomes comnhecidos como o de deputado Luiz Alberto (PT), Elias Sampaio e Olívia Santana, não escaparam do fiasco eleitoral: Luiz Alberto (foto abaixo), que disputava a reeleição para a Câmara Federal pelo PT, teve minguados 48.531 votos – o equivalente a (0.73%) -, e Olívia Santana, uma das apostas do PC do B, teve 18.950 (0.25%), votação insuficiente para se eleger deputada estadual.

Já Sampaio, que ocupou o cargo de Secretário da Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) não passou de 4.285 votos (0.06%), na disputa para ocupar uma cadeira na Assembléia Legislativa da Bahia.

O insucesso nas urnas dos candidatos negros de maior visibilidade do movimento negro da Bahia, é encarada por analistas como uma derrota política da ministra chefe da SEPPIR, Luiza Bairros, em sua própria base eleitoral.

Não foi só na Bahia que a ministra chefe perdeu ao tentar eleger candidatos com quem tinha ligações do tempo de militância no Movimento Negro Unificado (MNU): Reginete Bispo, a candidata apoiada por ela no Rio Grande do Sul (chegou a gravar um depoimento veiculado na campanha), teve apenas  5.997 (0.10%) para a Assembléia Legislativa gaúcha.

Degola

A degola das urnas não poupou outros nomes de peso como o da deputada Janete Pietá, de Guarulhos, que ficou no meio do caminho ao tentar se reeleger deputada federal: ficou com 77.595 votos (0.37%).

Outro derrotado nas urnas foi o maranhense Domingos Dutra, que concorreu pelo Partido Solidariedade e teve 40.424 votos (1.31%) do total, insuficientes para se reeleger deputado federal, o mesmo ocorrendo com Gilberto Palmares, candidato a deputado estadual pelo PT carioca e ficou com 29.657 votos (0.38%).

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxalá CONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

Hoje é o último dia para as inscrições para entidades da sociedade civil integrarem o Conselho da Igualdade Racial

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Outubro 10, 2014 at 2:50 am
logo Revista Conexão Afro 10 de outubro –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

Prorrogadas inscrições para entidades da sociedade civil integrarem o Conselho da Igualdade RacialCandidaturas podem ser postadas até o dia 10/10, pelos Correios. As organizações devem encaminhar documentação completa e especificar a categoria a que pertencem, conforme edital de convocação do processo seletivo .As inscrições para entidades da sociedade civil interessadas em compor o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial – CNPIR, no biênio 2014/2016, foram prorrogadas para o dia 10 de outubro. O novo prazo, publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (2/10), foi estabelecido com o objetivo de ampliar as possibilidades de participação das organizações no processo seletivo.
A seleção vai permitir a incorporação de 19 organizações ao CNPIR, órgão colegiado que tem caráter consultivo na estrutura básica da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República – SEPPIR/PR.

As organizações interessadas devem encaminhar documentação completa para o endereço:

“Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial / Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial – ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS – BLOCO A – SALA 522, 5º ANDAR, CEP: 70.054-906, BRASÍLIA-DF”.

É necessário também identificar o envelope: “Edital nº 4, de 29 de agosto de 2014 – Seleção de organizações da Sociedade Civil sem fins lucrativos para integrar o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR) – Biênio 2014-2016”.

Além da inscrição, o processo seletivo terá mais duas etapas: habilitação e seleção. Nesta última fase, todas as redes e entidades consideradas aptas tem direito a voto em todas as categorias.

CNPIR

Coordenado pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), o CNPIR é um órgão colegiado, de caráter consultivo, que tem por finalidade propor, em âmbito nacional, políticas de promoção da igualdade racial com ênfase na população negra e outros segmentos raciais e étnicos da população brasileira.

O Conselho ainda tem por missão propor alternativas para a superação das desigualdades raciais, tanto do ponto de vista econômico quanto social, político e cultural, ampliando, assim, os processos de controle social sobre as referidas políticas. O CNPIR é composto por 22 órgãos do Poder Público Federal, 19 entidades da sociedade civil selecionadas através de edital público, e por três notáveis indicados pela SEPPIR.
Quem poderá se candidatar à próxima eleição do CNPIR?
As redes e organizações que comprovarem:

  • Atuação no enfrentamento ao racismo, na promoção da igualdade racial e na defesa, garantia e ampliação dos direitos da população negra e de outros segmentos étnico-raciais;
  • Que Tenham pelo menos três anos de funcionamento, com atuação nacional ou regional comprovada, de acordo com o que segue: Nacional – (a) redes ou organizações que tenham filiadas ou seções em no mínimo em 13 (treze) Estados de 03 (três) regiões do País; Regional – redes e organizações com filiadas ou seções em pelo menos 70% dos estados da região respectiva;
  • Redes ou organizações que, embora sediadas em uma única localidade, tenham reconhecida atuação nacional, observados os seguintes critérios: a) execução de ações e/ou atividades comprovadas de âmbito nacional; ou b) manutenção de canal de comunicação (site, blog, portal, jornal impresso ou eletrônico) através do qual a rede ou organização estabeleça o diálogo com a sociedade civil de todo país.

Coordenação de Comunicação da SEPPIR

Fonte: http://www.seppir.gov.br/noticias/ultimas_noticias/2014/09/entidades-devem-definir-categoria-nas-eleicoes-do-conselho-da-igualdade-racial

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxalá CONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  30556655

1ª RODADA DOS ENCONTROS DA TRADIÇÃO ORAL NO CANDOMBLÉ ANGOLA-CONGO EM ILHÉUS

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Outubro 2, 2014 at 10:14 am
logo Revista Conexão Afro 02 de outubro –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

1/out/2014 . 9:04

No decorrer do mês de outubro a ONG Gongombira, através do Projeto Mãe Ilza Mukalê II: Música, Identidade e Memória (MIM II), realizará encontros da Tradição Oral em Ilhéus. A atividade consiste na promoção de um espaço de discussão e valorização da memória e da identidade étnica de matriz africana da região, a partir da história oral.

O primeiro encontro acontecerá nesta sexta-feira (03/10) e terá como tema “Música no Terreiro Matamba Tombenci Neto – Cânticos de louvor à vida e à natureza”, e será protagonizado pela mãe de santo Ilza Rodrigues.

A 1ª Rodada dos Encontros da Tradição Oral no Candomblé Angola-Congo é uma atividade aberta a todos os interessados e acontecerá às 18 horas no barração do Terreiro Matamba Tombenci Neto, localizado no Alto da Conquista em Ilhéus.

Esta atividade também representa o inicio de mais um módulo do Curso de Formação de Agentes de Cultura, oferecido pelo projeto Mãe Ilza Mukalê II a 40 jovens de comunidades negras e de terreiros do município de Ilhéus.

O projeto MIM II é uma realização da Organização Gongombira de Cultura e Cidadania e da Rede Matamba Tombenci Neto, em parceria com a UESC, o Teatro Popular de Ilhéus e o bloco afro cultural Dilazenze e com o apoio financeiro Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO
  (51) 81810404 / (51)  3055665

ASSOBECATY Abre, hoje ATUALIZAÇÂO do cadastro do PROJETO AJEUN ILERÀ – Alimento Saudável para Todos

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Outubro 1, 2014 at 6:27 pm
logo Revista Conexão Afro 01 de outubro –Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

ASSOBECATY Abre, hoje ATUALIZAÇÂO do cadastro do PROJETO AJEUN ILERÀ – Alimento Saudável para Todos

ASSOBECATY Abre, hoje ATUALIZAÇÂO do cadastro do PROJETO AJEUN ILERÀ - Alimento Saudável para Todos

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de OxaláCONEXÃO AFRO