Revista Online Conexao Afro

Novíssimo retrato do cadastro digital das famílias usuárias do Projeto Ajeun Ilerá na ASSOBECATY

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 16, 2018 at 9:28 am

Cadastro digitalNovíssimo retrato na entrega de alimentos do Projeto Ajeun Ilerá – Alimento saudável para todos, executado pela ASSOBECATY, onde os cadastros dos usuários estarão sendo acessados por meio totalmente digital a partir de 17 de agosto de 2018. A regra é válida para todas os pontos de distribuição dos alimentos oriundos do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA Guaíba.

A utilização vai promover agilidade, transparência, segurança e economia de recursos humanos, também vai eliminar gradativamente o papel como suporte físico para o cadastro das famílias.

Mãe Carmen de Oxalá

Segmento:   Cartomante, quiromante, búzios, tarô, Trabalho de aberturas de caminhos, encantamentos,Limpezas em geral, iniciações e feituras

Cartão de Mãe Carmen -  Lalupo

Mãe Carmen de Oxalá fazendo história no Brasil e reafirmando a história da raiz e da tradição religiosa do Estado do Rio Grande do Sul.

Anúncios

ATENÇÃO ilê de Mãe Carmen de Oxalá informa atualização de Cadastro do Projeto Ajeun Ilerá – ASSOBECATY

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Março 14, 2018 at 12:35 am

A13405563_881283411982371_2119243714_oAtenção, você que  é usuário do Projeto Ajeun Ilerá – Alimento saudável para todos, e adora receber os alimento do PAA – Programa de Aquisição de Alimentos e distribuição simultânea,  100% orgânicos, corre sérios riscos de ficar sem , se não for fazer a atualização do cadastro no sábado dia 17/3 somente pela manhã. Isso porque apostamos em finalizarmos o cadastro, sendo que já temos data marcada para a primeira entrega.

Mãe Carmen de Oxalá

Cartomante, quiromante, búzios, tarô

Cartão jogo

Homenagens de Sônia Abike pela passagem de Mãe Maria de Oxum

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Fevereiro 16, 2018 at 1:06 am

28061844_982374878582540_6989019511822820214_oO silencio dos tambores que ressoavam na avenida Tronco 105 silenciou, mas marcou décadas de acolhimento no terreiro de minha mãe Maria de Oxum. Lembro inicio década de 80, conheci mãe Maria numa noite fria de quinta -feira, organizando um sopão comunitário para servir as crianças da Vila Cruzeiro, atividades que ela realizava com intensa alegria e muita satisfação pois essas atividades eram presente na sua comunidade de Terreiro. Foi a primeira casa de santo a desenvolver atividades para além do sagrado, motivo de muitas criticas por outras comunidades. Ela com muita maestria, organizou também, teatro, palestras,cursos e um grupo de danças chamada menininhas de Oxum, grupo esse que tirava meninas e adolescentes da situação de miséria presentes em uma das comunidades mais violenta da cidade de Porto Alegre, a vila cruzeiro do Sul. Todas essas atividades eram desenvolvidas em pleno final de ditadura militar e ela continuou na luta até ao racismo institucional mostrar sua força nociva nos territórios negros de terreiros e mãe Maria foi forte e lutou com a força de OXUM E OGUM para manter sua história ancestral, isso prova a força negra e ancestral de Maria Faustina. Me inclui na luta e permaneci junto por 17 anos e fui uma filha de santo presente, junto com toda minha família. A passagem de Mãe Maria representa para nós mulheres negras de terreiro ou não, a luta cotidiana por uma sociedade que respeite as diferenças e os socialmente diferentes. Mãe Maria marcou presença no cenário religioso pois mostrou que tocar os tambores em uma sociedade racista machista e intolerante acontece quando temos de fato a presença viva de nossos orixás. Obrigado pela força da Umbanda que permanece em mim e continuarei respeitando seu saber ancestral , pois essa força nasceu em sua mãos. Que Oya que tantas vezes a senhora acolheu, conduza ate seu caminho no ORUM….

Por Sônia Abike

Curtir

Mãe Carmen de Oxalá

  Cartomante, quiromante, búzios, tarô

Cartão jogo