Revista Online Conexao Afro

Archive for Agosto, 2012|Monthly archive page

AMANHÃ COMEÇAM AS FESTIVIDADE EM CARAPICUIBA

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 31, 2012 at 11:56 pm

N°o1 31 de agosto – Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

O que: Encontro de Mulheres Guaibenses r

Venho através desta convidar V. Sª e Exma. Familia e amigos a participar da Festividade em Homenagem a Rosa Caveira, e também da exposição de artistas plásticos de nossa cidade, este evento tem por objetivo divulgar e expandir nossa Cultura Umbandista e Afro-brasileira, é de suma importancia a participação de todos à abrilhantar e movimentar nosso  evento.

Local: FEDERAÇÃO UMBANDISTA CARAPICUIBANA

01b de Setembro

         Avenida Eugênia, 340 CENTRO DE CARAPICUÍBA -SP

            Próximo à Pizzaria Spézia!

 

Horário: A partir das 20:00hs.

 
Franklin S. Barreto
Presidente da F.U.C.
Coordenador Regional SOUESP
Coordenador Regional M.P.U.
Conselheiro INTECAB/SP
Conselheiro CPDCN
Conselheiro COMCUCA
11 65738999Claro
11 65105704 Oi
11 73820921 Vivo
11 86709600 Tim

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
 
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

Anúncios

SAMBA DE COCO DE UMBIGADA

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 29, 2012 at 11:15 pm

N°o1  29 de agosto – Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

COCO DE UMBIGADA PROMOVE
SAMBADA DE COCO DO GUADALUPE
TODO PRIMEIRO SÁBADO DO MẼS
01 / SETEMBRO / 2012
É HOJE, É DE GRATIS, É NA COMUNIDADE
A PARTIR DAS 21 :00 h
GUADALUPE – OLINDA – PERNAMBUCO
VAMO NESSA!!!

Mãe Beth de Oxum
Gestora do Ponto de Cultura Coco de Umbigada
(81) 3439-6475 -  8859.6705
http://sambadadecoco.wordpress.com

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

Escola Olodum Convida para Seminário Búzios

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 20, 2012 at 11:09 pm

N°o1- 20 de agosto – Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO


A Escola Olodum, patrocinada pela Petrobras e com apoio institucional da Universidade do Estado da Bahia – UNEB/Centro de Estudos dos Povos Afro-Indio-Americanos – CEPAIA, realiza em Salvador, no dia 21 de agosto de 2012 , o SEMINÁRIO Búzios – uma história de igualdade. Aplicações da Lei 10.639 em sala de aula.

O Seminário ocorrerá no Teatro da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) – Estrada das Barreiras s/n, Cabula – Salvador/Ba, das 14 às 18 horas e é voltado para profissionais da área da educação formal e não-formal, diretores e coordenadores da rede estadual e municipal de ensino, de escolas particulares e do movimento negro organizado.

O seminário tem o objetivo de fundamentar a Lei 10.639 como instrumento da luta pelos direitos civis dos afrodescentes, mostrando o legado da Inconfidência Baiana para a sociedade e apresentando os ideais libertadores da Revolta dos Búzios, sua importância na atualidade como movimento de referência para promoção de políticas de ações afirmativas e o que vem sendo produzido de materiais didáticos para se trabalhar a Conjuração Baiana em sala de aula.

Para se inscrever no Seminário, envie um e-mail para escolaolodum@uol.com.br com seu nome completo, instituição que trabalha, CPF, filiação, data de nascimento e escolaridade até o dia 16 de ogosto. Só serão aceitas inscrições com os dados completos solicitados. A atividade será certificada.

As inscrições são gratuitas, somente por e-mail e com vagas limitadas.

“ Animai-vos, povo bahiense, que está por chegar o tempo feliz da nossa liberdade, o tempo em que seremos todos irmãos, o tempo em que seremos todos iguais ” (lema da Revolta dos Búzios)

Vemos Búzios em você!
Mara Felipe

Coordenadora Pedagógica

Escola Olodum

Uma escola criativa
Rua das Laranjeiras, 30 Pelourinho
Salvador – Bahia Cep: 40.026.230
Tel/Fax: 71 33228069
E-mail: escolaolodum@uol.com.br
http://www.blogescolaolodum.com.br

www.myspace.com/bandaolodummirim

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

Seminário O Povo de Terreiro Discute Absurdos da Intolerância Religiosa em Pernambuco acontece dia 21 de Agosto no Palácio de Iemanjá em Olinda

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 19, 2012 at 11:06 pm

N°o1  19 de agosto – Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

Encaminho importante informe sobre o seminário do Povo de Terreiro. Por favor divulguem e em suas listas e compareçam. Faz-se necessária a vossa presença para discutirmos esta crítica situação nossa. Salve a Jurema.
L’Omi.

Seminário O Povo de Terreiro Discute Absurdos da Intolerância Religiosa em Pernambuco acontece dia 21 de Agosto no Palácio de Iemanjá em Olinda

Seminário O Povo de Terreiro Discute Absurdos da Intolerância Religiosa em Pernambuco

A partir de uma convocação do Quilombo Cultural Malunguinho, foi criada a Comissão de Acompanhamento Contra a Intolerância Religiosa de Pernambuco, composta por diversas instituições e terreiros comprometidos com a garantia da cidadania plena das comunidades tradicionais das religiões de matrizes africanas e indígenas.

Com o pensamento de combater, discutir e propor soluções contra a intolerância religiosa, o racismo aos terreiros e às tradições negras e indígenas, é que esta Comissão articulou e realizará o seminário “O Povo de Terreiro Discute Absurdos da Intolerância Religiosa em Pernambuco”, no intuito de promover um debate amplo com diversas lideranças e instituições sobre estes temas urgentes de nosso cotidiano.

Nos últimos meses as religiões de terreiro em Pernambuco têm sofrido profundas agressões à sua moral coletiva, ao seu patrimônio material e imaterial e a sua dignidade e liberdade de culto. Perante estes fatos registrados amplamente pela mídia sensacionalista, temos o triste dado de que 7 (sete) terreiros de Jurema e Umbanda foram saqueados e destruídos no município do Brejo da Madre de Deus por vândalos movidos pelo ódio religioso estimulado e manipulado contra nossa religião. Todo este fato consolidou-se devido à associação absurda feita pela mídia pernambucana ao assassinato cruel do menino Flanio, de nove anos de idade, com supostos rituais de “magia negra” ou de terreiro realizados por supostos “pais de santo”.

Perante esta grave problemática o povo de Terreiro de Pernambuco não poderia calar e se omitir. Portanto, este, se reunirá dia 21 de agosto de 2012, no Palácio de Iemanjá (Casa de Pai Edu) no Alto da Sé em Olinda/PE, das 14 às 20h para promover este debate junto às diversas representações nacionais do povo de terreiro, entidades de direitos humanos federais e instituições representativas da luta contra o racismo e intolerância religiosa.

Serão problematizados principalmente os temas relativos à mídia e sua contribuição ao racismo e intolerância religiosa. O ódio religioso e o racismo, e, como o Povo de Terreiro pode combater estas questões.

Realizar este seminário no Palácio de Iemanjá (Casa de Pai Edu) é uma forma de reconhecer o indelével e imenso trabalho que este histórico babalorixá e juremeiro realizou para todo povo de terreiro do Brasil. Em sua homenagem estão dedicadas todas nossas discussões e lutas.

Contamos com sua valiosa participação. Todas e todos são muito bem vindos neste processo de afirmação e luta pelo direito à liberdade de culto e crença dos povos tradicionais de terreiro do Brasil.

Não podemos voltar à Idade Média com este caça as bruxas do século XXI no Brasil!

Sobô Nirê Malunguinho!

Salve a fumaça da Jurema!

Axé!

Nguzo!

Vodou!

Saravá!

Programação (pode haver alterações):

Seminário: Povo de Terreiro Contra a Intolerância Religiosa

Dia 21 de Agosto de 2012 das 14 às 21h.

Local: Palácio de Iemanjá – Alto da Sé, Olinda/PE.

Horário: 14 às 21h

Cerimonial: Mãe Nete e Jamesson Reis

14h Abertura – Saudação Ritual (Paulo Brás, Sandro de Jucá)

Coordenação da Mesa: Carlos Salles;

14h10 – As Bases da intolerância, para entender o processo! Com Alexandre L’Omi L’Odò – Juremeiro e Omo Òsún, graduando em História pela UNICAP, pesquisador do INCTI – UnB – Universidade de Brasília, membro da coordenação do Quilombo Cultural Malunguinho.

14h20 – As Recentes agressões as Religiões de Matriz Africana e indígena em Pernambuco com o Babalorixá Érico Lustosa, Omo Ogum, Filosofo, Professor de Ética do Direito, mestrando em Ciências das Religiões – UNICAP;

14h30 – A Intolerância pelo Brasil, casos de intolerância a nível Nacional,com o Babalorixá Alexandre de Oxalá Coordenador da Rede Afrobrasileira Sociocultural (http://redeafrobrasileira.com.br/);

15h40 – Debates para tirar duvidas

16h15- Intervalo para lanche regional

16h30 – O Papel do Estado no enfrentamento à intolerância Religiosa. Coordenação da Mesa: Leandro Tavares de Xangô (QCM). Vídeo Conferência com a Sra. Marga Janete Ströher, Assessora da Política de Diversidade Religiosa da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos Presidência da República e Prof. Dr. Carlos André Cavalcanti, Departamento de Ciências das religiões da UFPB e Membro da Comissão de Combate da Intolerância Religiosa da presidência da República.

16h45 – O Papel do Povo de Terreiro no enfrentamento a Intolerância Religiosa (vídeo conferência via RS)com Professor Jayro de Jesus Omo Oguiã, Teólogo da tradição de Matrizes Africans e Indígenas, coordenador da ATRAI e membro da Comissão de enfrentamento a Intolerância da presidência da Republica e os sacerdotes e lideranças políticas do povo de terreiro do Batuque do RS Baba Dyba e Egbon Esu Olumide.

17h00 – Debates para tirar duvida

!7h30 – Imprensa pernambucana, novas perspectivas de enfrentamento a intolerância (“A mídia tem que ter cuidado no que diz”!). Coordenação da Mesa: Mary Anne (CEDESPE). Ivan Mauricio Jornalista e editores dos Jornais(Ivanildo Sampaio do JC, Henrique Barbosa Editor Geral da Folha de Pernambuco e ou editor do Diário). (Falta confirmar)

18h00 – Debate para tirar duvidas

18h30 – Considerações finais

18h45 – Ceia de confraternização com a Cheff Iyabassé Dona Carmem Virginia

19h15 – Apresentação cultural do Afoxé Omo Nilé Ogunjá

20h00 – Roda de coco de Jurema com o Grupo Bojo da Macaíba

21h00 – Encerramento

Informações: 81. 8887-1496 / 9428-4898

alexandrelomilodo@gmail.com

www.qcmalunguinho.blogspot.com

Alexandre L’Omi L’Odò

Quilombo Cultural Malunguinho

alexandrelomilodo@gmail.com

————————————————
Alexandre L’Omi L’Odò
Sacerdote Iyáwò L’Osùn e Juremeiro
Estudante de História – UNICAP
Músico/Percussionista – Arte-educador
Pesquisador – Produtor Cultural/Fonográfico
Gestor Cultural e Exotérico Holístico
Rua da Harmonia nº.27
Peixinhos – Olinda – PE
Cep:53220-330
00 55 (81) 8887-1496 (Oi) / 3244-2336 (Res.) / 9868-5570 (TIM)
www.alexandrelomilodo.blogspot.com
www.nacaocultural.pe.gov.br/alexandrelomilodo
www.myspace.com/mestregalopreto

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

Escola Olodum Convida para Seminário Búzios

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 18, 2012 at 12:11 am

N°o1- 18 de agosto – Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

A Escola Olodum, patrocinada pela Petrobras e com apoio institucional da Universidade do Estado da Bahia – UNEB/Centro de Estudos dos Povos Afro-Indio-Americanos – CEPAIA, realiza em Salvador, no dia 21 de agosto de 2012 , o SEMINÁRIO Búzios – uma história de igualdade. Aplicações da Lei 10.639 em sala de aula.

O Seminário ocorrerá no Teatro da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) – Estrada das Barreiras s/n, Cabula – Salvador/Ba, das 14 às 18 horas e é voltado para profissionais da área da educação formal e não-formal, diretores e coordenadores da rede estadual e municipal de ensino, de escolas particulares e do movimento negro organizado.

O seminário tem o objetivo de fundamentar a Lei 10.639 como instrumento da luta pelos direitos civis dos afrodescentes, mostrando o legado da Inconfidência Baiana para a sociedade e apresentando os ideais libertadores da Revolta dos Búzios, sua importância na atualidade como movimento de referência para promoção de políticas de ações afirmativas e o que vem sendo produzido de materiais didáticos para se trabalhar a Conjuração Baiana em sala de aula.

Para se inscrever no Seminário, envie um e-mail para escolaolodum@uol.com.br com seu nome completo, instituição que trabalha, CPF, filiação, data de nascimento e escolaridade até o dia 16 de ogosto. Só serão aceitas inscrições com os dados completos solicitados. A atividade será certificada.

As inscrições são gratuitas, somente por e-mail e com vagas limitadas.

“ Animai-vos, povo bahiense, que está por chegar o tempo feliz da nossa liberdade, o tempo em que seremos todos irmãos, o tempo em que seremos todos iguais ” (lema da Revolta dos Búzios)

 

Vemos Búzios em você!
Mara Felipe

Coordenadora Pedagógica

Escola Olodum

Uma escola criativa
Rua das Laranjeiras, 30 Pelourinho
Salvador – Bahia Cep: 40.026.230
Tel/Fax: 71 33228069
E-mail: escolaolodum@uol.com.br
http://www.blogescolaolodum.com.br

http://www.myspace.com/bandaolodummirim

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
 
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

Seminário O Povo de Terreiro Discute Absurdos da Intolerância Religiosa em Pernambuco acontece dia 21 de Agosto no Palácio de Iemanjá em Olinda

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 17, 2012 at 11:33 pm

N°o1- 17 de agosto-Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

Encaminho importante informe sobre o seminário do Povo de Terreiro. Por favor divulguem e em suas listas e compareçam. Faz-se necessária a vossa presença para discutirmos esta crítica situação nossa. Salve a Jurema.
L’Omi.

Seminário O Povo de Terreiro Discute Absurdos da Intolerância Religiosa em Pernambuco acontece dia 21 de Agosto no Palácio de Iemanjá em Olinda

Seminário O Povo de Terreiro Discute Absurdos da Intolerância Religiosa em Pernambuco

A partir de uma convocação do Quilombo Cultural Malunguinho, foi criada a Comissão de Acompanhamento Contra a Intolerância Religiosa de Pernambuco, composta por diversas instituições e terreiros comprometidos com a garantia da cidadania plena das comunidades tradicionais das religiões de matrizes africanas e indígenas.

Com o pensamento de combater, discutir e propor soluções contra a intolerância religiosa, o racismo aos terreiros e às tradições negras e indígenas, é que esta Comissão articulou e realizará o seminário “O Povo de Terreiro Discute Absurdos da Intolerância Religiosa em Pernambuco”, no intuito de promover um debate amplo com diversas lideranças e instituições sobre estes temas urgentes de nosso cotidiano.

Nos últimos meses as religiões de terreiro em Pernambuco têm sofrido profundas agressões à sua moral coletiva, ao seu patrimônio material e imaterial e a sua dignidade e liberdade de culto. Perante estes fatos registrados amplamente pela mídia sensacionalista, temos o triste dado de que 7 (sete) terreiros de Jurema e Umbanda foram saqueados e destruídos no município do Brejo da Madre de Deus por vândalos movidos pelo ódio religioso estimulado e manipulado contra nossa religião. Todo este fato consolidou-se devido à associação absurda feita pela mídia pernambucana ao assassinato cruel do menino Flanio, de nove anos de idade, com supostos rituais de “magia negra” ou de terreiro realizados por supostos “pais de santo”.

Perante esta grave problemática o povo de Terreiro de Pernambuco não poderia calar e se omitir. Portanto, este, se reunirá dia 21 de agosto de 2012, no Palácio de Iemanjá (Casa de Pai Edu) no Alto da Sé em Olinda/PE, das 14 às 20h para promover este debate junto às diversas representações nacionais do povo de terreiro, entidades de direitos humanos federais e instituições representativas da luta contra o racismo e intolerância religiosa.

Serão problematizados principalmente os temas relativos à mídia e sua contribuição ao racismo e intolerância religiosa. O ódio religioso e o racismo, e, como o Povo de Terreiro pode combater estas questões.

Realizar este seminário no Palácio de Iemanjá (Casa de Pai Edu) é uma forma de reconhecer o indelével e imenso trabalho que este histórico babalorixá e juremeiro realizou para todo povo de terreiro do Brasil. Em sua homenagem estão dedicadas todas nossas discussões e lutas.

Contamos com sua valiosa participação. Todas e todos são muito bem vindos neste processo de afirmação e luta pelo direito à liberdade de culto e crença dos povos tradicionais de terreiro do Brasil.

Não podemos voltar à Idade Média com este caça as bruxas do século XXI no Brasil!

Sobô Nirê Malunguinho!

Salve a fumaça da Jurema!

Axé!

Nguzo!

Vodou!

Saravá!

Programação (pode haver alterações):

Seminário: Povo de Terreiro Contra a Intolerância Religiosa

Dia 21 de Agosto de 2012 das 14 às 21h.

Local: Palácio de Iemanjá – Alto da Sé, Olinda/PE.

Horário: 14 às 21h

Cerimonial: Mãe Nete e Jamesson Reis

14h Abertura – Saudação Ritual (Paulo Brás, Sandro de Jucá)

Coordenação da Mesa: Carlos Salles;

14h10 – As Bases da intolerância, para entender o processo! Com Alexandre L’Omi L’Odò – Juremeiro e Omo Òsún, graduando em História pela UNICAP, pesquisador do INCTI – UnB – Universidade de Brasília, membro da coordenação do Quilombo Cultural Malunguinho.

14h20 – As Recentes agressões as Religiões de Matriz Africana e indígena em Pernambuco com o Babalorixá Érico Lustosa, Omo Ogum, Filosofo, Professor de Ética do Direito, mestrando em Ciências das Religiões – UNICAP;

14h30 – A Intolerância pelo Brasil, casos de intolerância a nível Nacional,com o Babalorixá Alexandre de Oxalá Coordenador da Rede Afrobrasileira Sociocultural (http://redeafrobrasileira.com.br/);

15h40 – Debates para tirar duvidas

16h15- Intervalo para lanche regional

16h30 – O Papel do Estado no enfrentamento à intolerância Religiosa. Coordenação da Mesa: Leandro Tavares de Xangô (QCM). Vídeo Conferência com a Sra. Marga Janete Ströher, Assessora da Política de Diversidade Religiosa da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos Presidência da República e Prof. Dr. Carlos André Cavalcanti, Departamento de Ciências das religiões da UFPB e Membro da Comissão de Combate da Intolerância Religiosa da presidência da República.

16h45 – O Papel do Povo de Terreiro no enfrentamento a Intolerância Religiosa (vídeo conferência via RS)com Professor Jayro de Jesus Omo Oguiã, Teólogo da tradição de Matrizes Africans e Indígenas, coordenador da ATRAI e membro da Comissão de enfrentamento a Intolerância da presidência da Republica e os sacerdotes e lideranças políticas do povo de terreiro do Batuque do RS Baba Dyba e Egbon Esu Olumide.

17h00 – Debates para tirar duvida

!7h30 – Imprensa pernambucana, novas perspectivas de enfrentamento a intolerância (“A mídia tem que ter cuidado no que diz”!). Coordenação da Mesa: Mary Anne (CEDESPE). Ivan Mauricio Jornalista e editores dos Jornais(Ivanildo Sampaio do JC, Henrique Barbosa Editor Geral da Folha de Pernambuco e ou editor do Diário). (Falta confirmar)

18h00 – Debate para tirar duvidas

18h30 – Considerações finais

18h45 – Ceia de confraternização com a Cheff Iyabassé Dona Carmem Virginia

19h15 – Apresentação cultural do Afoxé Omo Nilé Ogunjá

20h00 – Roda de coco de Jurema com o Grupo Bojo da Macaíba

21h00 – Encerramento

Informações: 81. 8887-1496 / 9428-4898

alexandrelomilodo@gmail.com

www.qcmalunguinho.blogspot.com

Alexandre L’Omi L’Odò

Quilombo Cultural Malunguinho

alexandrelomilodo@gmail.com

————————————————
Alexandre L’Omi L’Odò
Sacerdote Iyáwò L’Osùn e Juremeiro
Estudante de História – UNICAP
Músico/Percussionista – Arte-educador
Pesquisador – Produtor Cultural/Fonográfico
Gestor Cultural e Exotérico Holístico
Rua da Harmonia nº.27
Peixinhos – Olinda – PE
Cep:53220-330
00 55 (81) 8887-1496 (Oi) / 3244-2336 (Res.) / 9868-5570 (TIM)
www.alexandrelomilodo.blogspot.com
www.nacaocultural.pe.gov.br/alexandrelomilodo
www.myspace.com/mestregalopreto

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
 
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

…DIA 16 DE AGOSTO – DIA DE OBALUAÊ…

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 16, 2012 at 11:48 pm

N°o1- 16 de agosto – Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

(Sincretismo: SÃO ROQUE)

Pai Obaluaê,

Vós que sois o Senhor da Cura e da transformação,

Cubra-me com Vossa Palha Santa,

Sendo o senhor capaz de curar e transformar nossos males em benécies da alma e do corpo,

Transmita oh Pai, tuas energias salutares e renovadoras sobre meu espírito, meu períspírito e minha matéria!

Renovai as células do meu corpo, para que eu tenha saúde,

Dai-me forças para que eu possa suportar as dificuldades do dia a dia,

Pois assim poderei cumprir minha missão, praticando a caridade necessária àqueles que necessitam,

Que a luz divina que emana sob vosso sagrado filá possa me envolver, renovando minha fé,

Que a tua seriedade me mantenha no reto caminho do cumprimento do dever,

E que assim como Vós, eu possa estar coberto aos os olhos daqueles que querem me prejudicar

Eu vos saúdo e agradeço!

Atotô!

 

(Por Sandro Mattos – APEU)

 

Conheça nosso blog http://apeuumbanda.blogspot.com

Conheça a Rádio Raízes de Umbanda http://www.raizesdeumbanda.com

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
 
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

CEAO – Centro de Estudos Afro-Orientais

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 16, 2012 at 11:06 pm

N°o1- 16  de agosto – Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

Conferência de encerramento do XV Fábrica de Ideias e lançamento do livro "Memórias da África: Patrimônios, Museus e Políticas de Identidades"
O curso FABRICA DE IDEIAS, escola doutoral que recebe estudantes e pequisadores de diferentes partes do mundo, com ênfase na relacao Sul-Sul, em sua décima quinta ediçao dedidcada ao tema Tecnologia, Comsumo e Identidades, realizará nesta sexta, dia 17/08 uma Conferência de Encerramento, aberta ao publico, cujo tema será:   "Meios, Mundos,Tecnologias e Diásporas." A conferencia será proferida pelos professores:  Prof. Abdoumaliq Simone (Goldsmith College e Soas, Londres)  e pela Profa. Sonia Melo (pesquisador da Comissão Europeia).

Em seguida teremos o lançamento do livro "Memórias da África: Patrimônios, Museus e Políticas de Identidades" , organizado por Livio Sansone, publicado  pela Edufba, acompanhado de um coquetel com música.
Data: 17/08
Horário: 18h
Local: CEAO-UFBA

CEAO – Centro de Estudos Afro-Orientais
Pç. Inocêncio Galvão, 42, Largo Dois de Julho – CEP 40025-010. Salvador – Bahia – Brasil
Tel (0xx71) 3322-6742 / Fax (0xx71) 3322-8070 – E-mail: ceao@ufba.br – Site:www.ceao.ufba.br

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
caracoles
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

Mametu Nangetu participou da celebração pelos 35 anos da SDDH.

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 15, 2012 at 11:34 pm

de Etétuba

N°o1- 15  de agosto- Guaíba- RS –Brasil

 REVISTA CONEXÃO AFRO

Mametu Nangetu esteve na comemoração pelos 35 anos da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanso/ SDDH. A cerimônia aconteceu no dia 8 de agosto no Gold Mar Hotel e reuniu personalidades que lutam pela garantia dos Direitos Humanos no Pará.
Ministros das diversas religiões que compõem o Comitê Inter-religioso do Pará fizeram uma celebração inter-religiosa pedindo vida longa para a SDDH.

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
 
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

Hoje é dia de abença no Reino de Oxalá

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 11, 2012 at 8:06 am

N°o1- 11 de agosto – RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

Pai Cleon de Oxala dia dos paisPai Cleon de Oxalá irá receber hoje, 11 de agosto de 2012, filhos amigos e simpatizantes para uma Quinzena “ Toque Sagrado dedicado ao Pai Oxalá. O Reino de Oxalá, em Porto Alegre. Os festejos é tradicional por acontecer há mais de 60 anos na vespera do dia dos pais, onde nele é reverenciado o  dono de todas as homenagens deste sabado. Não da para deixar de aproveitarmos a oportunidade de registramos aqui, a continuidade do calendário liturgico onde  as festas se intensificarão no mês de setembro, com   celebrações  diárias  ao Orixá Oxalá.

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

Quilombo em Pirapemas está cercado por jagunços armados

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 10, 2012 at 12:19 am

N°o1- 10   de agosto  – Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

O que: Encontro de Mulheres Guaibenses r

A Comissão Pastoral da Terra (CPT), denuncia mais um ato de violência no Quilombo Pontes em  Pirapemas, no Maranhão. Nesta quarta-feira (15), fazendeiros da região invadiram as áreas  de roças dos quilombolas e colocaram cabeças de gado no local. Além disso, a comunidade está cercada  por vários homens armados, que ficam rondando a comunidade de forma ostensiva, intimidando as famílias ameaçadas.

Os quilombolas Zé Patrício, João Batista e Jorge estão jurados de morte e estão sem poder sair de suas casas. Segundo Diogo Cabral, advogado da CPT, várias denúncias já foram feitas ao governo federal, estadual e até a organismos internacionais ligados aos direitos humanos, mas até agora, nenhuma providência foi tomada.

O estado faz pouco caso da situação. “Hoje,  a polícia de Roseana Sarney, apareceu na comunidade, mas, para surpresa de todos, ela não foi proteger a comunidade, estava à serviço dos fazendeiros e foi lá só para intimidar as pessoas”, disse o advogado.

A região de Pirapemas já é conhecida pelos conflitos agrários que nela ocorrem, principalmente as famílias dos quilombos Pontes e Salgado que há vários anos são vítimas de vários tipos de humilhações, ameaças intimidações e violência em seu território. Os quilombolas já tiveram suas casas incendiadas e até a água do poço que uma comunidade utilizava  foi envenenada.

O Maranhão é terra sem lei!  Na 27° edição do relatório anual “Conflitos no Campo Brasil 2011”,  divulgado pela CPT, o Maranhão aparece como líder do ranking de conflitos por terra no país, com 224 registros. O estado também é “campeão nacional” de ameaçados de morte no campo. Segundo o relatório da CPT, 116 pessoas estavam ameaçadas em 2011 no Maranhão. Sete assassinatos no campo foram registrados no estado, só em 2011.

http://www.viasdefato.jor.br/index2/index.php?option=com_content&view=article&id=237:quilombo-de-pontes-em-pirapemas-e-cercado-por-homens-armados&catid=34:yootheme&Itemid=204

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
 
  (51) 81810404 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

Quilombo em Pirapemas está cercado por jagunços armados

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Agosto 10, 2012 at 12:19 am

 

 

Comentários (0)

A Comissão Pastoral da Terra (CPT), denuncia mais um ato de violência no Quilombo Pontes em  Pirapemas, no Maranhão. Nesta quarta-feira (15), fazendeiros da região invadiram as áreas  de roças dos quilombolas e colocaram cabeças de gado no local. Além disso, a comunidade está cercada  por vários homens armados, que ficam rondando a comunidade de forma ostensiva, intimidando as famílias ameaçadas.

Os quilombolas Zé Patrício, João Batista e Jorge estão jurados de morte e estão sem poder sair de suas casas. Segundo Diogo Cabral, advogado da CPT, várias denúncias já foram feitas ao governo federal, estadual e até a organismos internacionais ligados aos direitos humanos, mas até agora, nenhuma providência foi tomada.

O estado faz pouco caso da situação. “Hoje,  a polícia de Roseana Sarney, apareceu na comunidade, mas, para surpresa de todos, ela não foi proteger a comunidade, estava à serviço dos fazendeiros e foi lá só para intimidar as pessoas”, disse o advogado.

A região de Pirapemas já é conhecida pelos conflitos agrários que nela ocorrem, principalmente as famílias dos quilombos Pontes e Salgado que há vários anos são vítimas de vários tipos de humilhações, ameaças intimidações e violência em seu território. Os quilombolas já tiveram suas casas incendiadas e até a água do poço que uma comunidade utilizava  foi envenenada.

O Maranhão é terra sem lei!  Na 27° edição do relatório anual “Conflitos no Campo Brasil 2011”,  divulgado pela CPT, o Maranhão aparece como líder do ranking de conflitos por terra no país, com 224 registros. O estado também é “campeão nacional” de ameaçados de morte no campo. Segundo o relatório da CPT, 116 pessoas estavam ameaçadas em 2011 no Maranhão. Sete assassinatos no campo foram registrados no estado, só em 2011.

http://www.viasdefato.jor.br/index2/index.php?option=com_content&view=article&id=237:quilombo-de-pontes-em-pirapemas-e-cercado-por-homens-armados&catid=34:yootheme&Itemid=204