Revista Online Conexao Afro

Arquivos para a Categoria ‘ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum’

3º Encontro Nacional Petista

In Conexão Afro, Polítca, ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Março 28, 2011 at 3:05 am

REVISTA CONEXÃO AFRO



N°o1- 28 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS -Brasil

cartaz


“OS POVOS ESTÃO MOSTRANDO,
É QUE É POSSÍVEL MUDAR O
CURSO DA HISTÓRIA”

Contribuição ao 3º Encontro Nacional do Diálogo Petista apresentado na Reunião Preparatória no Recife, em 17.03.2011, com 35 petistas

Fernando Nascimento, PT- Recife, ex-deputado federal;
Vinícius Carvalho,
Executiva do PT-PE;
Ronaldo Santos, Executiva do PT-Lagoa de Itaenga;
Edmilson Menezes, PT- Recife

No espírito da fundação do PT, integrado à luta dos trabalhadores do mundo, hoje, um verdadeiro debate como o Encontro Nacional do Diálogo Petista se propõe a fazer, deveria integrar a apreciação dos acontecimentos do Norte da África.

De fato, o que estamos vendo desde há três meses quando começaram as mobilizações massivas na Tunísia pedindo o fim do regime e uma série de reivindicações sociais, é algo que há algum tempo não víamos – a clássica revolução!

Revolução, não apenas uma explosão ou um choque, mas um movimento protagonizado pela massa da população trabalhadora, com um lugar notável para a juventude, que procura se reapropriar de organizações históricas (como a central sindical UGTT) e ao mesmo tempo cria formas amplas e dinâmicas de auto-organização – surgem comitês populares -, num movimento ininterrupto que derruba um governo depois doutro até obter a satisfação das reivindicações, com avanços e recuos, mas recusando arreglos e falsas “transições democráticas”, exigindo-se Assembléia Constituinte para reorganizar o país segundo a vontade popular.

Por razões que debateremos, o movimento que eclodiu na Tunísia e virou uma onda de choque na região (Egito, Bahrein, Marrocos, Líbia etc.), não é um movimento étnico ou confessional, geograficamente confinado, como certa imprensa tenta limitar, para esconder as causas profundas: a miséria, desemprego e privatizações, acentuados pela crise capitalista aberta em 2008 e os “planos de ajuste”, que geraram revolta contra os regimes autoritários servis aos imperialismos estadunidenses e europeus. Imperialismos que hoje mesmo conjuram uma inaceitável ingerência de pretexto “humanitário”, com ou sem mandato da ONU – tal Iraque como Afeganistão -, contra a soberania desses povos para controlar da exploração de suas riquezas (hidrocarbonetos).

O que os povos desta região estão mostrando, é que é possível mudar o curso da história e tomar o destino nas próprias mãos – a revolução! Não é fácil, muitas vezes tem um custo enorme, mas sim é possível. (…)

CLIQUE AQUI E LEIA O TEXTO COMPLETO


Como chegar ao

3º Encontro Nacional
do Diálogo Petista

Data: 2 de abril (sábado), das 9 às 18h, na Câmara dos Vereadores – 8º. Andar – Salão Nobre (Metro Anhangabaú).

Endereço: Viaduto Jacareí, 100 – Bela Vista – São Paulo – SP - MAPA DO LOCAL(clique aqui para ver o mapa no Google Maps).

Inscrição: O Encontro é autofinanciado. Por isso será cobrada taxa de contribuição de R$10,00 por participante para cobrir os gastos de organização do encontro.
TRANSPORTE
O local fica próximo da estação Anhangabaú do Metro (Linha Vermelha) e do Terminal Praça da Bandeira de Ônibus.

ALIMENTAÇÃO
Vários restaurantes e lanchonetes nas proximidades.
HOSPEDAGEM
Os companheiros de fora de São Paulo que necessitem alojamento têm as seguintes opções:
• CEPATEC/MST – R. Rubens Meireles, 136 – Barra Funda (a seis quadras do Metro Barra Funda). Neste caso devem avisar a organização do Encontro, pois a hospedagem será organizada mediante fornecimento de nome e RG. Valor da diária: R$ 30,00
• Existe diversos hotéis na região com diárias entre R$ 90,00 a R$ 150,00.

MAIS INFORMAÇÕES
Caso necessária informação adicional, pelo e-mail dialogo.petista@uol.com.br ou contato telefônico 11 – 9245.0300 (Babi)

mapa
dialogo.petista@uol.com.br    •    www.dialogopetista.com.br

PERDA DO CANDOMBLÉ DO BRASIL !!!

In ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Março 23, 2011 at 1:12 pm

N°1-21 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

Ebony-300x202

FALECE NO RIO DE JANEIRO O GRANDE PERCUSSOR DO DJEDJÊ,

DOTÉ ZEZINHO DE BOA VIAGEM.


O Rio de Janeiro, perdeu na 3@ feira um dos maiores baluartes da cultura afro-brasileira e o grande percussor do Djedjê no Brasil, o Doté Zezinho De Boa Viagem , que na noite do dia 21.03 , passou mal em sua residência , no bairro de Copacabana , zona sul do Rio de Janeiro, não resistindo e vindo falecer.

O corpo foi velado no Barracão, localizado na Vila M@. Geralda, em Nova Iguaçu, palco de belíssimas festas do Candomblé  e porta de grandes presenças de lideres da Religiosidade afro brasileira.

Pai Zezinho foi iniciado pelo tão famoso Tata Fomotinho, que em 1936 em sua roça em São João de Meriti , iniciava inúmeras figuras do pantheon candomblecista  , tais como: Djalma D. Lalu, Jorge D. Yemanjá, Aidê D. Possun entre outros.DSC00818

Cerca de 500 pessoas acompanharam o cortejo fúnebre no Cemitério Jardim da Saudade, no Bairro de Edson Passos, no Município de Mesquita. Grandes Nomes compareceram ao Sepultamento: Ya Beata D. Yemanjá , Ya Meninazinha D. Oxum, Mametu Mabegy, Prof. Benistes, Pai Renato D. Obalùwáiyè, Pai Marcos D. Oya , Pai Cândido D. Bagan, Pai Anderson D. Oxoguian, Abagigan Ailton D. Oxossi , Tatetu Osvaldo D. Mutalê, Ya Miriam D. Oya , Ya Ignez D. Yansã, Ya Valéria D. Ágüe, Pai Antonio D. Amaralina, Pai Yango Ti Obalùwáiyé, Pai Carlos D. Togbô, Pai Luis D. Yansã , Pai Oya Gindê, Pai Fomo D. Oxalá, Pai DSC00929Marcos Vinicius D. Omolu, Pai Odekileuy, Pai Elias D. Yansã,Pai Adailton D. Ogun, Pai Sagemy, Pai Vitor D. Oxalá,Pai Maxwell D. Oxoguian  Pai Marcelo D. Pombogira , Pai Nei D. Oxossi , Pai Marcelo Dan Megitó, Ya Tandira D. Ogun, Pai Anderson D. Ayrá, Pai Jorge D. Lissá, Babalawô Ivanir dos Santos entre muitos filhos , netos e bisnetos do RJ, SP, Brasília , MG , Bahia e ES. Muitas Ekedjis e Ogans de várias nações se fizeram presente para prestarem suas ultimas homenagens a este pedaço de nossa história.

Estiveram presentes na cobertura o Jornal Icapra , Revista Odara e o Agen Afro, que levaram também suas condolências ao Axé Boa Viagem.

Fica aqui registrado o mais sincero dos sentimentos a sua família do Programa Auca.Com.

Agen Afro Audaciosamente , levando a informação para mais perto de você!

N°1- 23 de março  ano 2011 -Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

NOTA DE FALECIMENTO
É com pesar que a Assessoria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Racial
do Município de Goiânia, informa o falecimento de Cristina de Freitas Marcos,
suplente do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial e filha de
Regina Célia de Freitas, cigana e Conselheira do Compir.
O sepultamento será hoje, dia 23/03/2011 às 15 horas no Cemitério Vale da Paz
Go – 020 – Saída para Bela Vista

AV. TOCANTINS, 191 – CENTRO
FONE: (62) 3524-2356 –
ASPPIRGO@GMAIL.COM
www.asppir.wordpress.com
twitter: @asppirgo

PERDA DO CANDOMBLÉ DO BRASIL !!!


N°1- 21 de março  ano 2011 -Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

É com imenso pesar que nós da Ahama do Terreiro da Boa Viagem, informamos que nosso querido e inesquecível Doté Zezinho da Boa Viagem foi acometido de um infarto fulminante, nessa manhã de 21 de março de 2011, e não resistiu vindo a falecer.

Que o Vodun Jó o encaminhe aos pés do Criador e que o Criador seja misericordioso ao recebe-lo.


Pejigan Clô D’Ogyian

81 8874 9279

__._,_.___

In ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Março 22, 2011 at 11:46 pm

N°1-20 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

 

 

Ebony-300x202ROUXINOL-MATRIZ A.

 

 

 

N°1-20 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

 

Onibodê ( O Porteiro)] Núcleo de Parlamentares Negros

fotos Ògan Luiz Alves




Ministra da Igualdade Racial Luiza Bairros

O Núcleo de Parlamentares Negros promoveu nesta terça-feira o seminário “Os direitos dos Quilombolas no Ordenamento Jurídico Brasileiro e Internacional”. Ao final do evento foi lançada a Frente Parlamentar Mista da Igualdade Racial em Defesa dos Quilombolas.

Créditos/ Câmara Hoje
Paula Medeiros – repórter





video

A TV Camara deu destaque para o evento.

AGEN AFRO – DIRETO DA REDAÇÃO

In ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Março 16, 2011 at 5:38 am

N°1-16 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

 

Ebony-300x202AGEN AFRO – DIRETO DA REDAÇÃO

GRANDE ESTRÉIA DO PROGRAMA DE RADIO AUCA.COM

COM PAI ANDERSON D. OXOGUIAN


joe.jpgAmanhã , dia 17 de Março às 21 h , você pode perder a grande estréia do Programa de Radio " Auca.Com" , Direção, Produção e Apresentação do Babalorixá Anderson D. Oxoguian. O Programa será  transmitido todas as 5@feiras , através da Radio Metropolitana do RJ – Dial 1090 AM-RJ.

Dentre toda programação diversa , vocês poderão contar com o Quadro " Agen Afro" , apresentado pelo  Promoter de PIC_0007.JPGDivulgação, Dirigente Espiritual e Editor Chefe da Revista Odara , o Babalorixá Yango Ti Obalùwáiyé , trazendo as ultimas novidades do Povo do Candomblé e da Umbanda, os acontecimentos atuais da cultura afro- brasileira . Ligue  e participe ! Contamos com você , pois na nossa programação você é a Estrela Maior .


Axé,oooooo

O RESULTADO DA EXCLUSÃO DA JUVENTUDE NEGRA

In Conexão Afro, ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Março 15, 2011 at 7:02 pm

N°1-15 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS –Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO


Ebony-300x202 Egbomi Conceição Reis de Ogum


Nunca o fosso entre a segurança de brancos e negros foi tão grande. Enquanto o número de assassinatos de uns cai, o dos outros segue em alta. Foto: Reprodução.

No anúncio de tevê feito para atrair turistas pelo governo da Bahia, o menino dizia que, quando crescesse, queria ser capoeirista como o pai. Por volta das 10 da noite de 21 de novembro do ano passado, Mestre Ninha, pai de Joel da Conceição Castro, chamou os filhos para dentro de casa, no instante em que a polícia fazia uma incursão pelo bairro onde mora a família, Nordeste de Amaralina, um dos mais violentos de Salvador. Segundos depois, o garoto foi atingido por uma bala perdida e morreu. Tinha 10 anos de idade.

A história do menino que não realizou seu sonho por não ter crescido, infelizmente, não é exceção. Como ele, cerca de outras 50 mil crianças, jovens e adultos, morrem vítimas de assassinato todos os anos no País, brancos e negros. Mas negros, como Joel, morrem em proporção muito maior. E o pior: a diferença tem aumentado nos últimos anos. Em 2002, foram assassinados 46% mais negros do que brancos. Em 2008, a porcentagem atingiu 103%. Ou, em outras palavras, para cada três mortos, dois tinham a pele escura. Quem maneja os dados preliminares de 2009 diz que a situação piorou ainda mais.

Não bastasse, os crescentes investimentos em segurança pública feita pelos estados e pela União parecem ter beneficiado, como de costume, a “elite branca”, como definiu o ex-governador de São Paulo Cláudio Lembo. Entre 2002 e 2008, o número de brancos assassinados caiu 22,3%. A morte de negros cresceu em proporção semelhante: os índices foram 20% maiores, em média. Em algumas unidades da federação, os números se aproximam de características de extermínio: na Paraíba, campeã dessa triste estatística, são mortos 1.083% (isso mesmo) mais negros do que brancos. Em Alagoas, 974% mais. E na Bahia, a terra do menino Joel, os assassinatos de negros superam em 439,8% os de brancos.

Até mesmo entre os suicidas os negros mortos superaram os brancos. Houve crescimento de 8,6% nos suicídios de cidadãos brancos, mas, entre os negros, os que tiraram a própria vida aumentaram 51,3%.

Os critérios utilizados para definir a “cor” das vítimas de violência são os mesmos do censo do IBGE. Nos atestados de óbito do Brasil, a partir de 1996, mais notadamente desde 2002, passaram a ser apontadas as características físicas dos mortos. Foram considerados no estudo todos os classificados como “pardos”, “pretos” e “negros” para chegar a esses números que assustam, em um País onde, como alguns insistem em dizer, principalmente nestes dias de carnaval, “não existe racismo”. Os passistas, puxadores de samba e operários das escolas de samba, que serão saudados como exemplos do “congraçamento de raças” são os mais propensos a perder a vida, sem confete, sem serpentina e em alguma esquina escura da periferia.

Surpreende que os indicadores tenham piorado mesmo com as políticas de ação afirmativa promovidas pelo governo Lula desde 2002 e com a melhora nos índices de Desenvolvimento Humano no Nordeste, região em que a violência mais cresceu, segundo os dados oficiais.

Obviamente, a desigualdade é um dos fatores a explicar esse abismo. Quanto mais um país enriquece e proporciona condições semelhantes a seus cidadãos, mais a criminalidade tende a diminuir. Mas ela não é o único fator a ser levado em conta. O Brasil experimentou um bom crescimento da economia nos últimos anos, associado a uma maior distribuição de renda. Mesmo assim, a melhora nos números de violência tem sido pontual, quando não cresce, a depender da localidade analisada. “A ineficácia das instituições de coerção também tem um peso importante no estado das coisas”, diz o cientista político José Maria Nóbrega, professor da Universidade Federal de Campina Grande, na Paraíba.

Sobre a incrível curva ascendente dos homicídios em seu estado natal, sobretudo no Maranhão, que já foi o mais tranquilo e em dez anos quadruplicou os assassinatos, Nóbrega é partidário da mesma teoria de vários de seus colegas estudiosos da violência: como ampliou-se o cerco nas maiores capitais do País – Rio e São Paulo, onde diminuíram os homicídios –, o foco da criminalidade deslocou-se para as cidades menores e para outras regiões. “A violência não migrou apenas do Sudeste para o Nordeste, mas das áreas metropolitanas para o interior. A Paraíba é uma exceção, porque ainda não se aplicaram políticas sérias contra o crime na capital.”

O resultado é que tanto em João Pessoa quanto em municípios menores os índices explodiram nos últimos anos. No Mapa da Violência, a capital paraibana aparece como a quarta onde os homicídios mais cresceram entre 1998 e 2008. Mas um município como Bayeux, na região metropolitana, com cerca de 95 mil habitantes, teve 84 assassinatos por 100 mil habitantes em 2009, um índice “avassalador”, segundo Nóbrega, comparado à média nacional, de 26,4 homicídios anuais.

Nas páginas policiais dos jornais, volta e meia aparecem notícias sobre a descoberta de grupos criminosos originários do Sul e Sudeste. Há duas semanas, a Polícia Federal desarticulou, em Salgueiro, Pernambuco, uma quadrilha ligada ao PCC paulista instalada em pleno sertão. Ao todo, 13 suspeitos foram presos. O esquema consistia em importar drogas de São Paulo e, a partir da pequena Salgueiro, com 52 mil habitantes, redistribuir para a Bahia, Pernambuco e Piauí.
“Os criminosos seguem táticas de guerrilha”, explica o sociólogo argentino Julio Jacobo Waiselfisz, que estuda a violência no Brasil há 15 anos e é o autor do Mapa da Violência. “Lembra-se daquela cena dos traficantes fugindo para o mato quando a polícia ocupou o Morro do Alemão? Então, o crime só parte para o confronto quando possui superioridade numérica. Quando tem minoria, submerge. Como em algumas capitais eles ficaram em situação de inferioridade, migraram para outras.”

Para o caso da mortandade dos negros mais especificamente, Waiselfisz levanta duas hipóteses. A primeira delas, compartilhada por diversos especialistas, é que acontece  com a segurança o mesmo ocorrido com a educação e a saúde: a privatização. Assim como quem possui condições financeiras vai a escolas particula-res, tem plano de saúde e por isso acesso a melhores hospitais, também se protege melhor do crime quem tem mais dinheiro. As guaritas, grades, carros blindados, os filhos com celular e os seguranças privados (em geral policiais fazendo bicos) protegem da violência as classes sociais mais altas e mais brancas.
Se essa é uma causa, digamos, privada, a outra razão é de responsabilidade direta do poder público.

“Tudo indica que as políticas que estamos desenvolvendo desde 2002 no setor de segurança, em muitos estados, se dirigem fundamentalmente aos setores mais abastados da sociedade”, critica o sociólogo. “Se a maioria dos negros é pobre, é óbvio que não serão beneficiados.”

Realmente, o problema no Brasil não parece ser a escassez de investimentos, mas a sua aplicação. No ano passado, os governos municipais investiram cerca de 2 bilhões de reais no setor, segundo cálculos do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Renato Sérgio de Lima, secretário-geral do Fórum, reforça a tese da assimetria: “Os investimentos historicamente ficaram concentrados nas capitais e regiões metropolitanas. Com o crescimento das cidades do interior, era natural que os índices de violência aumentassem. Mas eles só atingiram esse patamar tão elevado porque os municípios não estavam preparados para o problema”.

O caso de Salvador corrobora a opinião de Waiselfisz. Uma análise das chamadas Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), criadas em 2009, leva à impressão de que se tem na capital baiana um verdadeiro apartheid por bairro, em termos da relação entre o número de policiais e habitantes. Enquanto os bairros onde moram os mais ricos, como a Barra e a Graça, possuem a proporção de um policial para cada 200 habitantes, bairros mais populares, como Liberdade e Pirajá, têm um policial para cada 2,1 mil habitantes.

Há algo mais grave, segundo Carlos Alberto da Costa Gomes, coordenador do Observatório de Violência da Bahia e professor de Desenvolvimento Urbano na Universidade de Salvador. “O policiamento na capital da Bahia é centrado em viaturas. Isso, na cidade oficial, que tem ruas, é eficiente. Mas, no que chamo de ‘cidade informal’, onde moram 70% dos soteropolitanos, as viaturas não chegam, o acesso é difícil a automóveis. Isto favorece o surgimento de enclaves propícios à criminalidade. E, é claro, a maioria dos que vivem neles é negra.”

Agora, em virtude do carnaval em Salvador, espanta-se Costa Gomes, o governo estadual prometeu deslocar 23 mil policiais para salvaguardar a folia. Sendo o efetivo total no estado de 33 mil policiais militares e 6 mil civis, não são poucos os que se perguntam: como fica o restante da sociedade? “Todo o efetivo policial vai ser colocado a serviço de algo no qual quem lucra é o empresário, a iniciativa privada”, afirma Gomes. “Não sou contra o carnaval, mas estamos mesmo adotando o modelo correto?”

Junta-se aos assassinatos em brigas de grupos rivais, dívidas de tráfico ou vinganças a ocorrência da violência policial, de que também são vítimas uma maioria de negros. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), a proporção de pretos e pardos mortos pela polícia é maior do que na população em geral.

A socióloga Luiza Bairros, ministra da Igualdade Racial, opina que o problema começa na forma como os policiais são treinados para enxergar o negro. “A imagem utilizada para compor o criminoso é calcada na pessoa negra, mais especificamente no homem negro. O negro foi caracterizado como perigoso em estudos de criminologia e o lugar onde ele mora é visto como suspeito. É automaticamente enquadrado nas três possibilidades de construção da suspeição: lugar, características físicas e atitude. Ou seja, como o racismo institucional existe, acaba moldando o comportamento de boa parte da corporação.”

(*) Reportagem publicada originalmente na páginda da revista CartaCapital.

Egbomi Conceição Reis de Ogum: DESTAQUE PARA OS FILHOS DE GANDHY

In ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Março 6, 2011 at 4:38 pm

N°1-11 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS -Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO


Ebony-300x202

Filhos de Gandhy” homenageia Valmir Assunção

Valmir ao lado do ministro da sa ¦de Jose Padilha - FOTO Assessoria 1O tempo passa, e a história muda, assim como mudam seus personagens. Características ideológicas, ações inclusivas, atitudes e respeito à população, são elementos fundamentais para comparar personagens da história geral que se confundem por serem não apenas parecidos, mas também por lutarem pelas mesmas causas em tempos diferentes. Dessa vez o enredo baiano cuidou de marcar as vidas do representante do povo Valmir Assunção (deputado federal) e do líder hindu Mohandas Ghandi que, neste Carnaval 2011, serão lembrados pelo Bloco “Filhos de Gandhy”.

No circuito batatinha a tradicionalmente saída dos “Filhos de Gandhy” sempre acontece com o padê de Exú – deus iorubano que abre os caminhos -, no meio do Largo do Pelourinho e, por isso, é uma cerimônia muito esperada e uma das principais atrações do Carnaval do Pelô. Neste momento, o governador Jaques Wagner, o deputado federal Valmir Assunção e o ex-ministro da cultura e cantor Gilberto Gil, juntamente com a diretoria do bloco, realizam o ato.

O bloco, ao chegar à Praça Castro Alves, homenageou Valmir Assunção que se tornou sócio benemérito da instituição. A homenagem ainda uniu sua história e a de Gandhi, que têm em comum a luta pela liberdade, emancipação do seu povo e, acima de tudo, são dois lutadores que dedicaram suas vidas políticas em busca do desenvolvimento social, econômico dos menos favorecidos e da busca da paz. O processo de colonização deixou como herança a fome, a opressão aos povos, a pobreza. Tanto Valmir quanto Gandhi escolheram lutar ao lado do seu povo, buscando a igualdade e a liberdade através de manifestações pacíficas.

Valmir luta pela reforma agrária pelos direitos iguais utilizando-se das formas pacíficas de protesto. Gandhi líder indiano pacifista também lutou pelos direitos do seu povo utilizando-se sempre meios pacíficos.

Afoxé Filhos de Gandhy

Valmir Assun º úo  ® o presidente do Filhos de Gandhy AGNALDO SILVA - FOTO Divulga º úo 1Em 62 anos de vida, o “Afoxé Filhos de Gandhi” fez não apenas a sua história, mas a própria história do carnaval de Salvador. Tudo começou há pouco tempo, em 1949, com um grupo de estivadores, que com a genialidade de “Vavá Madeira”, tomou por base a figura do líder indiano pacifista, Mohandas Karamchand Gandhi, fez surgir nas ruas de Salvador o bloco, hoje afoxé, “Filhos de Gandhy”,  inspirado nos princípios de não violência e paz, tendo como tradição da religião africana ritmada pelo agogô e do seu ritmo ijexá na linguagem yorubá.

Nessa homenagem que faz ao deputado federal Valmir Assunção, o “Filhos de Gandhy” personaliza o líder, defensor dos direitos do cidadão, o respeito aos direitos sociais do povo sem levar em conta a sua origem  e antes de tudo, o reconhecimento por aquele que trabalha em favor da paz na sua mais completa manifestação.

Assessoria do deputado Valmir Assunção

71 99225998

Encontro de Mulheres de ARAÇATUBA

In ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Março 5, 2011 at 6:41 pm

N°1-5 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS -Brasil

 

REVISTA CONEXÃO AFRO

Ebony-300x202A MULHER DE ARAÇATUBA, ROMPENDO A BARREIRA DA INVISIBILIDADE

Mulheres de aralatubaNo dia 10 de março de 2011, a Secretaria de Participação Cidadã, realizará Seminário com o tema “A Mulher de Araçatuba, Rompendo a Barreira da Invisibilidade”. Na ocasião será realizada avaliação da atual conjuntura enfrentada pelas mulheres no Brasil e serão debatidos os temas trabalho com ênfase no assédio moral e a violência doméstica, que de acordo com pesquisa realizada pela Fundação Perseu Abramo em parceria com o SESC aponta que a cada dois minutos cinco mulheres sofrem agressões violentas no Brasil. Objetivando sensibilizar e envolver todo o Governo Municipal, a Secretaria Municipal de Participação Cidadã realizou três reuniões organizativas, com participação dos quatro CRAS (Umuarama, São José, Jussara e Rosele), o CREAS e ainda o CRM. Nestas reuniões, apresentamos a proposta de criarmos a RPMA (Rede de Proteção à Mulher de Araçatuba), com diversos encaminhamentos no sentido de criar e fortalecer vários mecanismos que servirão para compor a mencionada rede e que terá o papel de trabalhar a autoestima das mulheres da cidade, orientação, prevenção e encaminhamento de possíveis denúncias. A Secretaria Municipal de Participação Cidadã através de seu Departamento de Afirmação de Direitos entende que somente com ação coordenada, poderemos construir uma nova realidade em Araçatuba para que a mulher ocupe o seu lugar de destaque na sociedade, tendo todos os seus direitos respeitados.

NOMEADO O NOVO PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO PALMARES

In ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Março 3, 2011 at 5:52 pm

  • N°1-03 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS -Brasil

 

REVISTA CONEXÃO AFRO


Ebony-300x202

presskit-novopresidente

LUTEI E CONSEGUI

In ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Março 3, 2011 at 8:57 am

N°1- o3 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS -Brasil

 

REVISTA CONEXÃO AFRO
Ebony-300x202 Olhem só que interessante !

Márcia Severino de Oliveira. Assim foi batizada, uma mulher de pele negra, considerada um símbolo contra todas as desigualdades. Márcia, uma brasiliense simpática, tem mais de 40 décadas de caminhada, marcada por sofrimentos, discriminações e vitórias. “Meu pai tinha uma chácara em Águas Lindas de Goiás. Morávamos no DF (Distrito Federal) e aqui ao mesmo tempo, mas meu coração é aguaslindense com certeza”, ressalta.

Popularmente conhecida por Márcia Napoleão – por ser filha do pioneiro e policial federal João Napoleão, que veio viver e morar em Águas Lindas desde 1982 – a professora, formada em pedagogia pela Universidade Católica de Brasília, sempre lutou pelo direito do povo, como se fosse uma causa particular.

O pai de Márcia ficou conhecido por ajudar na construção da Igreja São Pedro de Águas Lindas de Goiás

Mãe de uma menina de seis anos, Márcia moradora de Taguatinga/DF, fez sua carreira em Águas Lindas de Goiás, onde iniciou como diretora do Colégio Municipal Darci Ribeiro em 1998. “Nesta época me destaquei, pois inovei totalmente. Transformei a escola numa verdadeira casa para os alunos. Cuidava de mais de 1200 alunos, como se fossem todos meus”, afirma Márcia.

Márcia revolucionou o campo acadêmico em Águas Lindas. Transformou as escolas, em um lugar agradável, onde crianças e adolescentes gostavam de ficar o dia todo. “Tenho orgulho de dizer, que fiz a diferença neste município, apesar de tantas dificuldades que passei”, completa.

Exemplo de vida!

Márcia foi além. Ajudou a criar a primeira biblioteca do município. “Já cataloguei mais de quatro mil livros, durante muito tempo. Foi trabalho demais”, brinca.

Além das dificuldades que já existiam em Águas Lindas, a professora teve que enfrentar discriminações. “Infelizmente, passei por isso, fui humilhada por ser negra e por acharem que eu não teria capacidade para certas coisas. Foi muito triste e traumático”, conta Márcia.

Mas a guerreira não permitiu que isso atrapalhasse seus sonhos. Depois de muito tentar entender o que estava acontecendo, a professora descobriu. “Eu tinha medo de enfrentar as pessoas, eu tinha medo de mostrar minha capacidade. E foi justamente este medo, que me ajudou e transformou tudo”, comemora.

Márcia criou então, o projeto “Quebrando a Cultura do Medo”, na tentativa de mostrar a importância das pessoas lutarem pelos seus direitos e não se permitirem sofrer qualquer tipo de discriminação. O projeto deu início na Escola Kennedy, no Setor Pérola, em 2005.

“O projeto serve para as pessoas entenderem uma coisa: não adianta fugir dos problemas, o melhor é encará-los. Graças a Deus, o projeto atende principalmente crianças e adolescentes. Esses precisam aprender desde cedo, o que é lutar pelos direitos. Saber peitar tudo aquilo que for ruim”, explica Márcia.

O projeto tem o apoio do Ministério de Políticas de Promoção da Igualdade da Presidência da República e atualmente, atende todas as escolas municipais de Águas Lindas de Goiás.

Márcia, feliz e orgulhosa, deixa uma mensagem. “Espero que as pessoas prossigam com este respeito ao próximo e que saibam recorrer quando for necessário. Sempre que precisar: denuncie e dê seu grito de liberdade”.

Texto: Karolline Soares

Foto: Arquivo pessoal

AV. TOCANTINS, 191 – CENTRO
FONE: (62) 3524-2356 –
ASPPIRGO@GMAIL.COM

Fonte: ASPIR

PALMAS E VIVA AOS SACERDOTES

In ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Fevereiro 25, 2011 at 3:38 am

Ebony-300x202

N°1- 3 de  Março ano 2011 -Guaíba- RS -Brasi

 

REVISTA CONEXÃO AFRO

 

São Paulo, 23 de fevereiro de 2011

CIRC. nº 11/11-INTECAB-SP

AOS

COORDENADORES DA SECRETÁRIA ADMINISTRATIVA, ASSESSORIA JURIDÍCA, ASSESSORIA SOCIAL E POLITÍCA, ASSESSORIA ESPECIAL JUNTO A COORDENAÇÃO DE S.P, SECRETÁRIO FINANCEIRO, COMISSÃO ESTADUAL DE COMUNICAÇÕES E RELAÇÕES PÚBLICAS, COMISSÃO DE INTERCOMUNIDADES NACIONAL E INTERNACIONAL, COMISSÃO ESTADUAL DE CIÊNCIA E CULTURA, REPRESENTANTE DO CONSELHO CONSULTIVO DO INTECAB SP JUNTO AO CONSELHO NACIONAL DE SALVADOR, COORDENADORES TOQUE DE UNIÃO, COORDENADORES DE ENCONTROS COM PARLAMENTARES ,CONSELHEIROS RELIGIOSOS E RELIGIOSAS, MEMBROS, PARCEIROS, SIMPATIZANTES E AMIGOS.

PREZADOS SACERDOTES E SACERDOTISAS, SENHORES E SENHORAS,

A Coordenação Estadual do INSTITUTO NACIONAL DA TRADIÇÃO E CULTURA AFRO BRASILEIRA COORDENAÇÃO INTECAB/SP e sua  Família  de Intecabianos e Intecabianas vem através desta  PARABENIZAR COM PALMAS E VIVAS aos Sacerdotes umbandistas que participarão do Programa da REDE TV exibido as 22h00 nesta quinta-feira, após temporal que caiu sobre alguns bairros de S.P.

Perguntas pertinentes foram feitas aos entrevistados  de vários segmentos religiosos. Com exemplos de sacerdote antigo de outra tradição da cidade de Codó-Maranhão tido como sacerdote com grande poderio entre os políticos na troca e no sentar de cadeiras, mas sem deixar de dar assistência a  sua Comunidade Religiosa local.

A representação de líderes umbandistas através do Pai Cassio Lopes Ribeiro (Fucabrad) e Pai Guimarães de Ogun (Guerreiros do Axé ) Rafael de Logunede foi muito a contento com suas sábias respostas e explanação de oferendas que veio desmistificar  a palavra macumba da palavra oferenda da palavra magia negra.

PROVOCADOS diversas vezes pelos convidados de outros segmentos religiosos entre pastores, fiéis, católico, ex ou atual representante de magia negra com perguntas sobre? incorporação, bebidas, bem e mal, feitiço, fumos, ação e reação, exus, oferendas, diabos, história da religião, imagens, Zé pelintra, encruzilhada, candidatura política, sincretismo, adeptos, família magia negra, rituais.

As respostas dos Sacerdotes umbandistas atendeu todos e todas das Comunidade de Terreiro da umbanda e do candomblé com posição e sabedoria nas respostas firmes com  linguagem de fácil entendimento, explicações claras e objetivas que veio esclarecer ao público presente e público televisivo com exemplos cotidianos de nossa história de luta, resistência, cura e sucesso dentro do culto e dentro de nossos lares familiares e na nossa profissão.

Exemplos foram demonstrado de como se dão nossas oferendas em encruzilhadas com padês/oferendas (farinha de mandioca, mel ou dendê, pimenta, rosas vermelhas, velas coloridas, cigarrilha, cigarros, charutos) champanhe ou pinga foi demonstrado como também oferendas ao pé de arvore com coco verde velas brancas trabalhos para amor e para trabalho também explicado pelo sr. Rafael de Logunede.

O debate para todos e todas nós Povo do santo que assistimos, veio demonstrar nossos avanços e a palavra NÃO TEMOS UNIÃO E ESTE OU AQUELA (e)  NÃO ME REPRESENTA, OU TERIA QUE SER SEU EU OU ELA A ESTAR LÁ tem que ser abolida dos nossos dicionários e da nossa convivência diária religiosa, partidária e profissional.

Foi  mostrado para o Brasil e para o mundo nossa grande transformação religiosa com entendimento político dos que lá foram, e não fizeram marketing pessoal?  Pois o grande produto c/ demonstração valiosa da Rede TV na apresentação foi um grande fato com acontecimento e manchete no horário:“ A UMBANDA E O CANDOMBLÉ“

Somente fazemos a seguinte observação? Que de uma próxima vez seja convidado também para compor o quadro de Sacerdotes, representantes do Candomblé independente de: Abassa, Associação Cultural Religiosa, Casa, Ilê, Entidade, Ilê, Instituto, Inzo, Organização e de sua tradição/nação. Sabemos muito bem que convites se dão através de amizade, articulação, cliente, indicação, filho de santo, mídia etc e tal.

Mas torcemos que brevemente todos os Programas Televisivos queiram fazer este mesmo debate que vem atender os anseios do  “Povo do axé” principalmente de São Paulo e do Brasil neste ano em que se comemoramos  “ O Ano Internacional do Afro-descendente”.

Sem mais, e no aguardo nos despedimos com todo,
Carinho e axé,
Egbonmy Conceição Reis de Ógùn
Coordenadora INTECAB – SP
Babalorixá Rosevaldo de Oxumarê
Vice-coordenador

Vejam o Curriculo da 1ª Colunista da Revista Conexão Afro Egbomy Conceição Reis de Ogum

In ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Fevereiro 24, 2011 at 12:05 am

N°1 -24 de  fevereiro ano 2011 -Guaíba- RS -Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

Ebony-300x202

CURRICULO MARIA CONCEIÇÃO CASEMIRO DOS REIS

ENDEREÇO:-
MORADORA NA RUA MANGUARI, 257 – BLOCO B-2 APTO 24 – CONJUNTO TAMANDUATEI
02167-080 – JARDIM ANDARAI – VILA MARIA BAIXA – SÃO PAULO – S.P.
SEDE DO INTECAB E CANTO DO ROUXINOL – RUA HELIODORA, 371
02022-051 – SANTANA – SÃO PAULO – S.P.

MARIA CONCEIÇÃO CASEMIRO DOS REIS, NASCIDA NO DIA DO ORIXÁ (IROCO) TEMPO DENTRO DA TRADIÇÃO KETU ESTE DIA É 10 DE AGOSTO.
LEONINA, DIVORCIADA, PENSIONISTA DE SEGUNDO TENENTE DO MINISTÉRIO DO EXERCITO.
MÃE DE HOLDSON ELVIS, PRISCILLA E JORGE VINICIUS E AVÓ DE 06 NETOS E NETAS.
CONCLUIU SEUS CURSOS PRIMÁRIOS, SECUNDÁRIOS NOS COLÉGIOS:
NOSSA SRA DAS DORES, LICEU CARVALHO PINTO, BERNARDINO DE CAMPOS TODOS NA ZONA NORTE DE SP NO BAIRRO DA CASA VERDE.
CURSOU ATÉ O 3 ANO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESA NA FACULDADE CAMPOS SALLES (LAPA) ZONA OESTE. CURSOU TAMBÉM ATÉ O SEGUNDO ANO DE JORNALISMO E COMUNICAÇÃO NA UNIVERSIDADE UNINOVE (VILA MARIA) ZONA NORTE.
TRABALHOU NAS EMPRESAS: EDITORA DISCUBRA, RÁDIO SÃO PAULO, BANCO BANDEIRANTES, JORNAL O ESTADO DE SP E SHARP CONSÓRCIO E BANCO BANESPA. SEMPRE NAS AEREAS ADMINISTRATIVA E DE COMUNICAÇÃO.
SEMPRE GOSTOU DE ESCREVER SENDO SEU PRIMEIRO TE XTO NO DIA 13 DE MAIO PARA O JORNAL TRIBUNA SANTISTA (SANTOS) A CONVITE DO JORNALISTA JOSE CAMPOS, FILHO DE SANTO DO OBA JOSE MENDES O REI DO CANDOMBLÉ E TATARANETO DE ZUMBI DOS PALMARES.
ESTE SEU PRIMEIRO TEXTO REFLETIA SOBRE O POSICIONAMENTO DAS MULHERES PERANTE SEUS PEDIDOS A SANTO ANTONIO CASAMENTEIRO NO DIA 13 DE JUNHO.
FOI COLUNISTAS DO JORNAL UMBANDA E CANDOMBLÉ (U&C) HOJE TRIBUNA AFRO BRASILEIRA POR UM PERIODO DE 10 ANOS?
SUAS COLUNAS: O CANTO DO ROUXINOL – UMBANDA TEM GENTE QUE FAZ – RIO DE SOL A SOL – PERGUNTAR SERÁ QUE OFENDE – NEGROS EM EVIDENCIA?
SENDO TAMBÉM COLUNISTA DOS JORNAIS E REVISTAS DO OGUM JIMY (SP) E MIRIAM GARCIA.
PERCORREU COM TRABALHOS DE DIVULGAÇÃO E COMUNICAÇÃO: REGIÕES, CIDADES E ESTADOS!!!
COLUNISTA DOS JORNAIS: A VOZ DO CANDOMBLÉ, JORNAL ODARA, JORNAL AGAXETA, AGEN-AFRO, CEUPAJO COM NOTICIAS E DIVULGAÇÕES DA SEPPIR, MOVIMENTO NEGRO E RELIGIÕES AFRO BRASILEIRA DE MATRIZES AFRICANAS.
LEVOU PELA PRIMEIRA VEZ SACERDOTES (as) DE SP AO MERCADÃO DE MADUREIRA-SHOPPING DO POVO DO SANTO NO RIO DE JANEIRO. ACOMPANHOU VARIOS SACERDOTES (as) NA CASDA DO ESCRITOR DE LIV ROS, APOSTILHA S E CDS DE CANTIGAS DAS RELIGIÕES AFRO BRASILEIRA DE MATRIZES AFRICANAS E CÃNTICOS DE ORIXÁS, ALTAIR BENTO CONHECIDO COMO TOGUN DE NOVA IGUASSU-BAIXADA FLUMINENSE TEVE A OPORTUNIDADE DE CONHECER ATRAVÉS DE EGBONMY CONCEIÇÃO
PAI BATISTA DE OBULUAYE JUNTAMENTE COM UMA COMITIVA DE SACERDOTES (as) LANÇOU SEUS
LIVROS VOLTADO A CULTURA AFRO BRASILEIRA DE MATRIZES AFRICANAS NO CONSELHO DE PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE NEGRA DE SP ATRAVÉS DO CONVITE DE EGBONMY CONCEIÇÃO E LENI ESTILISTA E MODELISTA AFRO, COM DESFILE DE MODA AFRO E APRESENTAÇÃO DE DANÇAS DE ORIXÁS DO OGAN TONINHO DE OBALUAYE DA ZONA LESTE DE SP.
PARTICIPA PELO INTECAB-SP DE MISSAS AFRO E FESTAS DE SÃO BENEDITO DAS IGREJAS:
ACHORIPTA (BELA VISTA) RO SARIO E SANTA EFIGENIA (LARGO DO PAISSANDU)
PARTICIPA DOS AFOXÉS OMO DA COROA DE DADA NOS CARNAVAIS DE SP.
CONGRESSO EM UBERLANDIA- MINAS GERAIS A CONVITE DE PAI ZEZINHO DE OXOSSE E DA C OORDENADORIA DO NEGRO ATRAVÉS DA SRA  CONCEIÇÃO LEAL.
NA CIDADE DE RIO CLARO AJUDOU A FUNDAR A PRIMEIRA ESCOLA DE CURIMBA UMBANDISTA, PARTICIPANDO TAMBÉM DA COORDENAÇÃO DO I CONGRESSO UMBANDISTA DAQUELA CIDADE.
PARTICIPOU DE PROGRAMAS NAS RÁDIOS COMUNITÁRIAS DE MÃE SILVIA DE OXALA BAIRRO DO JABAQUARA (ZONA SUL) JUNTAMENTE COM MÃE LOURDES DE OXUM ” PROGRAMA CANTINHO DA OXUM” LEVANDO PERSONALIDADES DO MOVIMENTO NEGRO E CELEBRIDADES DO MUNDO RELIGIOSO DE SP E DO BRASIL
ESTENDEU-SE TAMBÉM ESTA PARTICIPAÇÃO COM MIDIA RADIOFONICA PARA RÁDIO CARAPICUIBANA DA FEDERAÇÃO CARAPICUIBA PAI DANIEL E CURIMBEIRO FRANKLIN DE OGUM ATUAL PRESIDENTE E FILHO CARNAL DO FALECIDO PAI DANIEL.
DESENVOLVEU VARIOS TRABALHOS M E DIUNICOS DENTRO DA CASA DE DETENÇÃO DE SP ANTIGO CARANDIRU COM GRUPO DE 06 SACERDOTES (as) QUE SEMANALMENTE POR UM PERIODO DE (05) CINCO ANOS LÁ ESTAVAM COM SUAS VESTES E PARAMENTOS, AJUDANDO NOS CASAMENTOS D OS REENDUCANDOS, FESTAS DE SÃO COSME E SÃO DAMIÃO, PALESTRAS COM TEMAS RELIGIOSOS , ENTREGAS DE CESTAS BASICAS
PARA FAMILIARES. ATUALMENTE PROFERE PALESTRAS NAS FUNDAÇÕES CASA DA VILA MARIA (SR RIVALDO)  E BRAZ A CONVITE DO MESTRE ( CARANGUEJO).
FOI CONVIDADA A SE INTEGRAR  NO INSTITUTO NACIONAL DA TRADIÇÃO E CULTURA AFRO BRASILEIRA-INTECAB ATRAVÉS DO PRESIDENTE DO JORNAL TRIBUNA AFRO BRASILEIRA O SR COSME APARECIDO FELIX DE OBALUAYE PARA ATUAR NA PARTE DA IMPRENSA, SENDO APADRINHADA POSTERIORMENTE PELO  TATA NIKISI TAUA DA COBANTU(CONFEDERAÇÃO DAS TRADIÇÕES BANTU NO BRASIL) CARAPICUIBA (ZONA OESTE) FOI COORDENADORA DE COMUNICAÇÃO E PUBLICIDADE.
COMO MEMBRO DA IMPRENSA, FOI CONVIDADA PELO FALECIDO TOY VODUNN O N FRANCELINO DE SHAPANAN A COMPOR O CONSELHO RELIGIOSO BEM COMO TAMBÉM FAZER PARTE DA SECRETARIA DE
COMUNICAÇÃO E RELAÇÃO PÚBLICA SEGUINDO PARA UMA COORDENAÇÃO.
TODOS COM O ASSENTO RELIGIOSO DO INTECAB-SP
MEMBRO DO CONPAZ (CONSELHO NACIONAL DE CULTURA DE PAZ) DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE SP.
MEMBRO DO CONNER (CONSELHO DE ENSINO RELIGIOSO DO ESTADO DE SP)
MEMBRO DO FORUM RELIGIOSO UMBANDISTA, ESPIRITUALISTAS E CANDOMBLECISTA DE GUARULHOS
MEMBRO DO FORUM DAS RELIGIÕES, CANDOMBLÉ, UMBANDA E ESPIRITUALISTAS DE GUARULHOS
MEMBRO E MADRINHA DA ENTIDADE MULHERES NEGRAS NZINGA DE PIRACICABA
JÁ FOI CONVIDADA PARA SER COORDENADORA POLITICA DO SUPERIOR ORGÃO DE UMBANDA DO ESTADO DE SP (SOUESP)
INDICADA AINDA PELO QUERIDO E SAUDOSO PAI FRANCELINO DE SHAPANAN COMO VICE-COORDENADORA POR SEUS TRABALHOS PRESTADOS AS COMUNIDADE RELIGIOSA E SUBSTITUTINDO TOY VODUNNON FRANCELINO DE SHAPANAN APÓS SUA VO LT A AO ORUN COMO COORDENADORA DO INTECAB-SP
LANÇOU NO PRIMEIRO ANO DE SUA GESTÃO O BOLETIM INFORMATIVO SPSIWAJU COM 5.000 EXEMPLARES, BLOG INTECABSP.WORDPRESS.COM E O NUCLEO DO INTECAB DA BAIXADA SANTISTA QUE TEM SUAS ATUAÇÕES RELIGIOSAS E POLITICAS DENTRO DO CONSELHO DO NEGRO DE SANTO, OAB DO GUARUJÁ, CONS ELHO DO NEGRO DE SÃO VICENTE, SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ENTRE OUTRAS.
REALIZA PROCISSÕES PARA YEMANJA ANUALMENTE E PARTICIPA DE CAMPNHAS EM PROL AO POVO DO DAS RELIGIÕES A FRO BRASILEIRAS DE MATRIZES AFRICANAS.
MILITANTE DO MOVIMENTO NEGRO UNIFICADO EGBONMY CONCEIÇÃO  REIS DE OGUN É COORDENADORA DE KILOMBOS URBANOS, FOI COORDENADORA DE COMUNICAÇÃO DA COORDENAÇÃO MUNICIPAL, É COORDENADORA DO GT RELIGIÕES DE MATRIZES AFRICANAS DE SP, NUNCA DEIXOU SUAS BANDEIRAS DE LUTAS EM PROL OS QUE ESTÃO LÁ NA PONTA, COM INFORMAÇÕES, NOTÍCIAS E COMUNICAÇÃO PARA O POVO DO SANTO, NOS ESTADOS ALÉM DE SP, RJ, E SALVADOR COM SUA PRES EN A E SEU JORNAL EM BAIXO DO BRAÇO NAS LONGAS CAMINHADAS, MARCHAS E PASSEATAS, COM GRITOS DE ORDEM E CANTICOS EM LOUVOR AOS ORIXÁS DANDO-SE TAMBÉM SUA PARTICIPAÇÃSO DESDE DO COMEÇO NAS MARCHAS DO DIA 12 DE MAIO DO INSTITUTO DO NEGRO PADRE BATISTA, SEMINÁRIOS DO MOVIMENTO NEGRO UNIFICADO ENTRE OUTROS
COORDENADORIA DE PARCERIA E DESENVOLVIMENTO DA PREFEITURA DE SP (CONE) TEM SEU
ASSENTO NA CADEIRA RELIGIOSA, COM PARTICIPAÇÃO NA I CONAPIR MUNICIPAL REALIZANDO PLENÁRIAS LIVRES NOS TEMPLOS RELIGIOSO S, UMA DAS COORDENADORAS DAS AGUAS DE SÃO PAULO, E GRANDE PARTICIPAÇÃO ATIVA NOS DIALOGOS DO PODER PÚBLICO COM A SOCIEDADE CIVIL REFERENTE AO ESTATUTO DA IGUALDADE RACIAL, CURSANDO POR ON LINE DIREITOS HUMANOS.
ESTÁ É EGBONMY CONCEIÇÃO REIS DE OGU N, NOS DIAS DE HOJE CONSELHEIRA DO CNPIR-SEPPIR, INDICADA PELA COORDENAÇÃO NACIONAL DO INSTITUTO NACIONAL DA TRADIÇÃO E CULTURA AFRO BRASILEIRA, MEMBRO DO CAM-PLANAPIR, E MEMBRO D A COMISSÃO DE COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO-CNPIR-SEPPIR. PARTICIPOU DA I CONFECON, I FORUM NAS UNIVERSIDADES DO INTERIOR DE SP, I SEMINARIO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA, LANÇAMENTO DO SELO DO NEGRO EM GOIANIA (QUAL É A SUA COR), FEIRA NACIONAL DE SAUDE, I ENCONTRO DE LIDERANÇAS NEGRAS DO ESTADO DE SP, VOTAÇÃO DO ESTATUTO DA IGUALDADE RACIAL, ASSINATURA DO ESTATUTO DA IGUALDADE RACIAL, II FÓRUM PELA IGUALDADE NA DIVERSIDADE – SUPERINTENDENCIA P/PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL, PLANO NACIONAL DAS RELIGIÕES DE MATRIZES AFRICANAS, LANÇAMENTO DO LIVRO DOS APNS, CONGRESSO NACIONAL DOS APNS, LANÇAMENTO DA II CONAPIR ENTRE OUTROS E OUTRAS PARTICIPAÇÕES A NÍVEL ESTADUAL E NACIONAL.
ATUALMENTE O INTECAB-SP ESTÁ AGUARDANDO A II ETAPA DO PROGRAMA DO GOVERNO FEDERAL-SEPPIR PARA COMUNIDADES DE TERREIRO SENDOSUA ENTREGA ENTRE OS PERIODOS DE OUT A DEZ/10
A SEDE DO INSTITUTO EM SANTANA-SP JÁ FOI VISITADA PELA ASSESSORA TECNICA SRA CYNTHIA E O SR TC SILVA DA R EDE MOCAMBOS NO MES DE JULHO DE 2.010 COM A PRESENÇA DA FAMILIA DE INTECABIANOS E INTECABIANAS, PARCEIROS, AMIGOS E APOIADORES,
AS PALAVRAS DE ORDEM E DE FÉ DE EGBONMY CONCEIÇÃO REIS DE ÓGÚN

- NOSSA FILA TEM QUE ANDAR?
- SE NÃO SERVE PARA MIM SERVE PARA UNS DOS NOSSOS?
- INFORMAÇÃO É PODER!!!
- CANETADA
- SENTOU NA CADEIRA
- ENTRE OUTRAS
- INTOLERANCIA RELIGIOSA NUNCA MAIS! EU TENHO FÉ
- QUEM É DE AXÉ DIZ QUE É PELO FORUM DE GUARULHOS
- CAMPANHA SOS HAITI JUNTO COM FORUM DE MULHERES NEGRAS DE MTG
SEM MAIS E NO AGUARDO COM TODO,
CARINHO E AXÉ,
EGBONMY CONCEIÇÃO REIS DE ÓGÚN
COORDENADORA INTECAB – SP
CONSELHEIRA CNPIR – SEPPIR

ROUXINOL

In ROUXINOL: Coluna de Egbomi Concceição Reis de Ogum on Fevereiro 23, 2011 at 12:50 am

N°1 -23 de  fevereiro ano 2011 -Guaíba- RS -Brasil
REVISTA CONEXÃO AFRO

 

CIRC. nº 010/2011-INTECAB-SP

PREZADOS SACERDOTES E SACERDOTISAS, SENHORES E SENHORAS POVO DAS COMUNIDADES TRADICIONAIS DE TERREIRO DO CANDOMBLÉ E DA UMBANDA DO BRASIL E DO MUNDO.

Vimos pela presente informar à VSas e a  Família de Intecabianos e Intecabíanas e seus membros, apoiadores, parceiros, simpatizantes  para que fizessem em Ebony-300x202seus Ilês, Templos, Abassas, Inzos, Casas, Terreiros, Comunidades  Tradicionais,  Associações,  Centro Culturais entre tantos e tantas outras   denominações religiosas.

Referências: com orações, cânticos, rezas, orikis, falas, cântigas, danças, depoimentos, homenagens  referente à esta data:

“  18 DE FEVEREIRO DE 2006 ”
DATA ESTA MEMORÁVEL PARA O POVO DO SANTO DO BRASIL!pai_francelino_de_shapanam3

AGLUTINADOR, AMIZADE,  ARTICULAÇÃO,  ASSIDUIDADE,  CONFERENCISTA, EDUCAÇÃO,  ESCRITOR,  COMPANHEIRISMO,  COMPROMISSOR, CONSULTOR, ELEGANTE, ÉTICA, DIVERSIDADE, HUMILDE, IDEALIZADOR, LEALDADE,  MEDIADOR, ORGANIZADOR, PALESTRANTE,  PERSEVERANTE,  PLURALIDADE,  PONDERADO, POLÍTICO, POSTURA SACERDOTAL, SIMPATICO, VAIDOSO, RESPEITOSO, VISÃO AMPLA DE FUTURO, LUTADOR INCANSÁVEL  PARA AS COMUNIDADES DE TERREIRO DO MUNDO.

Estamos falando do sr.  FRANCELINO VASCONCELOS FERREIRA, ícone, paraense, nossa personalidade,  pai de muitos filhos de filhas de santo,  grande referência dentro das Tradições Jeje/Nagô no Tambor de Mina, em São Paulo.

Presidia religiosamente CASAS DAS MINAS THOYA JARINA – Rua Italia, num. 462 – Jardim das Nações – DIADEMA- ABCD – SP bem como foi presidente antes de sua volta ao Orun (céu) da FUCABRAD/ABCD Vice-coordenador Coordenador de várias Comissões dentro da Federação.

Instituto Nacional da Tradição e Cultura Afro-Brasileira – INTECAB/SP  foi coordenador por mais de (05) gestões, aonde sempre se deu o diálogo Inter–religioso com “ LEMA: UNIÃO NA DIVERDIDADE ”.apontando caminhos paa necessidade de Núcleos e Seminários nas Comunidades de Terreiro da umbanda e candomblé.

Sempre se preocupou em trazer nomes de grandes expressões acadêmicas e religiosas para dentro do Instituto para que os mesmos ajudassem, contribuissem e partivcipasse das dificuldades e história de cada um, ainda mais em nossas questões de desrespeito religioso, Babás e Yalorixás da Zona Norte, Sul, Leste e Oeste.
Pai Francelino como era carinhosamente conhecido nunca se esquecia de sua origem humilde integrando em reuniões etinerantes locais distantes de moradia de conselheiros e conselheiras do ABC e ABCD, regiões e municípios com propostas de avanços e mais avanços para um dos  Povos excluídos e discriminados que é Povo do santo.

NUNCA IREMOS NOS ESQUECER:

De suas  políticas para os avanços do Povo do santo; suas colocações, entrevistas, depoimentos, diálogos, participações em programas televisisvos e radiofônicos, suas desmetificações em torno da Religiosidade com bastante firmeza e franqueza colocando sempre a verdade acima de tudo desmestificando o que pretence ou não a nossa  nossa cultura religiosa, trazendo sempre o historico e a cultura de outras Tradições Religiosas de Matriz Africana existentes no Continente Africano para o Brasil.

Sempre acompanhado com um pequeno grupo de conselheiros (as)  que sempre fizeram juntos à diferença? Contando com o apoio dos  seus mais velhos de idade de santo? Tudo isto  à nível nacional e até internacional em suas visitastambém de Portugal  ao Continente Africano.

“ O QUE É BOM E DEU CERTO TEM QUE SER COPIADO “

TOY VODUNNON FRANCELINO DE SHAPANAN deixou tudo isto escrito nas páginas da vida,  demarcado na história e sinalizado  para o “ POVO DO AXÉ “.

-    O primeiro embargo do livro escrito pelo Pastor Edir Macedo (Anjos, Santos, Deuses e Demônios) Intecab/SP e Fucabrad/ABCD-SP em Brasília
-    I Caminhada do Povo do santo na av.Paulista contra a Intolerância Religiosa do Brasil junto c/deptados,adv. Pres.federações, Ministério Público e Mov.Negro
-    Contra a TV Record, TV Gazeta e TV Mulher.
-    A primeira reunião composição com Sacerdotes, Sacerdotisas Seppir
-    Audiência no Ministério Público Federal com ganho de causa s/Intolerância
-    Abertura de Toques e cânticos de outras Tradições religiosas nas Casas das Minas de Thoya Jarina, Intecab/SP  em espaços públicos diferenciados.
-    Calendário Religioso da Secretária de Cultura do ABCD/SP
-    Caminhadas e Procissões do orixá Ogum no ABCD/SP
-    Caminhada de 12 de maio na cidade de SP
-    Coordenador geral de eventos no ABCD/SP
-    Congressos temáticos de Umbanda e Candomblé local regional ABCD/SP
-    Consultor Religioso de Tradição e Cosmovisão Espiritual
-    Construção do Forum Inter-religioso da Secretaría de Justiça e Cidadania do
-    Estado de São Paulo
-    Cursos Religiosos “Deuses Africanos” Secretária de Cultura de SP
-    Disco e CDs cânticos do Tambor de Mina
-    Festas bienais, Festival de Caboclos, Festival de Curimba
-    Homenagens a Sacerdotes e Sacerdotisas com trabalhos sociais expressivos
-    na Câmara do ABCD/SP
-    Lançamento do DVD e Cartilha s/Intolerância Religiosa no Teatro Tuca da PUC com representantes de várias Tradições religiosas e segmentos religiosos.
-    Participação em reuniões no Litoral Paulista em prol  valores cobrados p/realização dos Festejos de mãe Iemanjá no mês de Dezembro
-    Participação em mesas de Seminários no Litoral paulista em Coordenadorias, Secretarías e Conselhos do Negro e da Saúde.
-    Construção e membro do Conselho Religioso dentro do Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra do Estado de São Paulo.
-    Construção e membro da CONNER, CONPAz
-    Parceiro religioso da Cartilha sobre Intolerância Religiosa CEERT
-    Congressos temáticos na cidade de Diadema
-    I Caminhada no Brasil contra a Intolerância Religiosa contra a TV Record,TV
-    Mulher e TV Gazeta
-    Interação da URI
-    Participação  I Mapeamento de São Paulo pela Fundação Cultural Palmares
-    Membro da Comissão de Assuntos Afro-descedentes junto ao Conselho de Partic.Desenvolvimento da Religiosos Comunidade Negra
-    Membro da equipe de Jornais Informativo voltado as Comunidades de Terreiro
-    Membro efetivo de Comissões Brasileira Organizadora de Sessões Solene em Homenagem a Comunidade Negra e Cultura Afro em Câmara Municipais do ABCD/SP e Sessão Solene em Homenagem a Iyemanjá
OAB/SP participação da Comissão Inter-religiosa
-    Presidente de Conselho Religioso e de Ética de Federações
-    Parcerias com Secretaria Municipal de Saúde de SP
-    Participação e ajuda na construção da Faculdade de Teologia Umbandista
-    Participação em missas inter-religiosas realizadas pela Casa da Reconciliação
-    E a Igreja Catedral da Sé
-    Participação e coordenação em mesas de Seminários, Congressos, Conferências locais, regionais, estaduais e nacionais
-    Representante da Umbanda e do Candomblé e dos Cultos Afro-brasileiro no Culto Ecumênico pela Prefeitura e Câmara Municipal do ABCD/SP
-    Seminários Regionais e Temáticos nos Ilês de Conselheiros (as) INTECAB/SP

SUAS FALAS, PALAVRAS, GESTOS E SABEDORIAS?

-    Reuniões etinerantes do Instituto (integrar a Comunidade religiosa do Ilê para que conheça nossas ações e nossos trabalhos sem ser somente nosso culto)
-    Nem muito humilde e nem muito vaidoso?
-    Dialogos inter religiosos para fortalecimento da cultura afro
-    Não Aponte que o outro não representa e não faz? O mesmo dedo que você direciona ao outro, ele direcionará também a você
-    Intolerância tbem está entre o Povo do santo? Somos Intolerantes entre nós
-    Católicos, budistas, islâmicos, espirítas, mulcumanos, kardecistas devemos mostrar, dialogar, palestrar referente nossa religião para desmetificar o que é falado de nossa cultura religiosa.
-    Devemos estar com nossos paramentos tomando ônibus, van, metrô, trem, avião, navio,  é a nossa identidade.
-    Temos que saber lidar e conviver com opções sexuais diferentes das nossas
-    Fios de contas, colares,  paramentos, indumentárias, vestes de africanas e baianas e troca de bençãos em locais publicos e religiosos são os nossos lemas
-    Nunca traí minha FÉ e nem minha opção RELIGIOSA.
-    Como se apresentar ao Presidente da República, Senador, Ministro, Embaixador, Governador, Prefeito, Deputado, Vereador entre outras autoridades em nome de nossa religião sem estarmos adequadamente vestidos, e sem estarmos paramentados com nossa identidade falando em nome de nossos Sagrados e de nossas revindicações em  nome de nossa Comunidade de Terreiro.
-    Apoiar  sempre candidatos e candidatas com propostas para Religiões Afro, mas dialogue, debata, não veja somente o partido politico, tenha amizade com todos e todas, dentro de seu Ilê as pessoas tem que ter liberdade de escolha, a sua é sua escolha de seus filhos você pode informar mas não mandar.
-    Nunca esquecer de convidar autoridades do  Poder Público para nossas festas temos que receber sempre bem, com ética, educação, causar boa impressão para nossos convidados  e convidadas e contar nossa história religiosa nos eventos como forma de depoimento não impondo e não nos achando os melhores, em nossas casas, ilês, templos, abassas, inzos, terreiros etc.

SE VOCES QUEREM SEREM LEMBRADOS E REFERENCIADOS TAMBÉM REVERENCIE E PARTICIPE DOS EVENTOS E FESTAS RELIGIOSAS DE OUTRAS PESSOAS.
QUEM NÃO É VISTO! NÃO PODERÁ SER LEMBRADO?
PALAVRAS DO SR FRANCELINO VASCONCELOS FERREIRA NOSSO QUERIDO TOY VODUNNON FRANCELINO DE SHAPANAN SAUDADES MUITAS SAUDADES
Carinho e axé,
Egbonmy Conceição Reis de Ógùn
Coordenadora INTECAB – SP
Babalorixá Rosevaldo de Oxumarê
Vice-coordenador
F: (11) 3492-5801 e 8527-4852
E-mail: m.cazemiro@uol.com.br e correionago@hotmail.com

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 161 outros seguidores