Revista Online Conexao Afro

8ª Xirê de Mãe Oxum da Praia da Alegria destaca a história local e valoriza a cultura afro–brasileira

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Dezembro 5, 2016 at 1:57 pm

logo Revista Conexão Afro  5 de dezembro –Guaíba- RS –Brasil

Com a proposta de valorizar a cultura afro-brasileira dando destaque para a  história local durante as festividades de Mãe Oxum da Praia da Alegria, as  bandeiras amarelas, os toques de atabaques, agogô,  invadem as ruas da cidade na noite deste sábado  (10). O ponto de partida do carreata  é na rua Campo Grande nº 405 , no bairro da Santa Rita, às 20h.

[002994]

Ao chegar no balneário, acontecem o encontro das Oxuns,  Mãe Oxum que está na gruta na Praia da Alegria recebe homenagens dos seguimentos culturais. Após o toque de alvorada os presentes  saem em cotejo  em direção a beira da praia onde acontecerão pelo 8º ano uma manifestação festiva  que a ASSOBECATY  convencionou chamar de XIrê. Domingo  (11) durante o dia a imagem fica a disposição para receber homenagem a tarde apresentação do Afoxé do Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural Encerramento está previsto para ás 16:00  com o toques e cantos dedicado a Oxum.

O projeto é organizado pelo Ponto de Cultura Ilê Axé Cultural  e realizado pela ASSOBECATY e ASSOBENSENCOM e com todos que compartilham  da ideia  de valorizar e presentear  a Mãe Oxum da Praia da Alegria irmanados de forma coletiva.

CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxala :
  (51) 84945770 / (51)  30556655

maecarmendeoxala@hotmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: