Revista Online Conexao Afro

ARUTEMA APOIA : Simpósio trata de umbanda, história, religião e cultura

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Janeiro 14, 2014 at 1:15 am
logo Revista Conexão Afro   14 janeiro – Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

Rio grande, terça-feira, 14 de janeiro de 2014, 00:42h

Por: Aline Rodrigues

O Centro Espírita de Umbanda Paz, Amor e Caridade Fé em Xangô e Oxum, realiza neste sábado, 18, o “1º Simpósio Falando de Umbanda, História, Religião e Cultura”. O evento será às 19h, no salão nobre da Prefeitura Municipal do Rio Grande.

De acordo com Cristiano Ávila Acosta, responsável pelo centro espírita, o evento tem o objetivo de mostrar mais da religião. “A ideia é passar mais um pouco da religião e mostrar que não é somente o ritual dentro do terreiro, que existe a cultura da religião. O objetivo não é mudar o ritual e sim agregar conhecimento. Queremos fazer todos os anos e agregar as entidades de umbanda, as de matriz africana e ainda os simpatizantes”, comentou.

Acosta salientou que são esperadas aproximadamente 120 pessoas no encontro. “Convidamos todas as pessoas para participar. Vamos realizar um coquetel de confraternização, só pedimos para as pessoas vestirem roupas claras para o evento e aqueles que quiserem podem levar um quilo de alimento que será doado para uma instituição de caridade, que ainda não foi definida”, explicou.

Durante o evento serão realizadas palestras, exposições e no encerramento irá ocorrer a apresentação do grupo Afoxé Filhos de Xangô. O evento tem apoio da Prefeitura Municipal do Rio Grande e parceria da Associação Rio-grandina de Umbanda e Terreiros de Matriz Africana (Arutema) e do C.E.U. Fé e Xangô e Iemanjá.

 

Arutema

Na oportunidade, o presidente do Conselho Deliberativo da Arutema, Fernando Tubino, aproveitou para explicar como funciona a associação. “É uma associação que surgiu para difundir a cultura entre os povos de umbanda e terreiros de matriz africana e também para falarmos sobre a difusão de novas ideias no terreiro. Levamos em consideração que o Rio Grande é o ínicio de tudo, do batuque e da umbanda no Rio Grande do Sul. Aqui passaram os primeiros escravos com essa cultura. Pretendemos como foi o início do africanismo no Estado”, destacou.

Tubino salientou que a entidade já realizou dois eventos, um foi o encontro de alabês (tamboreiros que puxam reza em yourubá) do Estado, que contou com a presença do alabê Ogan Ylú Chamin de Aganju e mais 30 alabês do Município. Ele contou que no segundo encontro, a Arutema promoveu uma reunião-almoço, com a presença da yalorixá Carmen de Oxalá, que realizou palestras referentes a políticas públicas e sociais dentro dos terreiros de matriz africana.

O presidente do Conselho Deliberativo da Arutema disse que a associação apoia eventos culturais e religiosos dentro dos terreiros e que já existe um estatuto da entidade. “Já temos um estatuto aprovado, pronto para ser editado e oficializado. Logo em seguida entraremos com um pedido de CNPJ para tornar a associação legal, para através disso ajudar os povos de Umbanda e de Matriz Africana”, argumentou.

A Arutema tem como presidente Rudinei Milano, vice-presidente André Brisolara, tesoureiro Daniel Fortes, secretários Alexandre Oliveira e Denise Lobo, presidente do Conselho Fiscal Carlos Eduardo Padilha Lúcio e representante dos Alabês Cláudio Saraiva.

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxalá
  (51) 81810404 / (51)  30556655
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: