Revista Online Conexao Afro

Homenagens aos 105 anos da Umbanda e seu precursor Zélio Fernandino de Morães

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Novembro 15, 2013 at 3:47 pm

logo Revista Conexão Afro   15 de  novembro  –Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

A revista Conexão Afro, presta homenagens aos 105 anos da Umbanda e seu precursor Zélio Fernandino de Morães.

O primeiro terreiro que recebeu o nome de Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade, foi instalado na Rua Floriano Peixoto, 30 – Neves. Desta tenda se originaram mais sete, como pólos da difusão da religião umbandista. Os seus rituais eram então muito influenciados pelo Catolicismo e pelo Kardecismo

Tenda Nossa Senhora da Piedade – primeiro terreiro de Umbanda do país
Rua Floriano Peixoto, 30 Neves – São Gonçalo

A umbanda surgiu exatamente no dia 15 de novembro de 1908, no bairro de Neves, em São Gonçalo Rua Floriano Peixoto, n.30 Neves – RJ.

Zélio Fernandino de Moraes

Naquele dia, Zélio Fernandino de Moraes, um jovem rapaz de 17 anos, de tradicional família gonçalense, ao receber o Caboclo das Sete Encruzilhadas, em sua primeira manifestação mediúnica numa sessão espírita, foi orientado pela entidade a fundar a Umbanda.

O primeiro terreiro que recebeu o nome de Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade, foi instalado na Rua Floriano Peixoto, 30 – Neves. Desta tenda se originaram mais sete, como pólos da difusão da religião umbandista. Os seus rituais eram então muito influenciados pelo Catolicismo e pelo Kardecismo.

Em 1963, após 55 anos de atividades à frente da Tenda Nossa Senhora da Piedade, Zélio entregou a direção dos trabalhos as suas filhas Zélia e Zilméa de Moraes, e continuou ao lado de sua esposa Isabel Moraes trabalhando na Cabana de Pai Antônio, em Boca do Mato, distrito de Cachoeiras de Macacu.

Mas durante o período que morou em São Gonçalo, Zélio não se dedicou apenas à sua crença. Como era norma não receber recompensa pelo bem distribuído, dedicava-se às atividades profissionais normais, administrando os negócios de seu pai. Além desse trabalho, teve também uma rápida incursão pela vida política da cidade.

Em 18/05/1924, elegeu-se vereador, e em 10/01/1927, foi reeleito para um segundo mandato, empossado no dia 30 seguinte e escolhido por seus pares, na mesma data, para ser secretário do Legislativo gonçalense. Após cumprir o mandato de três anos, afastou-se definitivamente da política.

Zélio faleceu no dia 3 de outubro de 1975 em Cachoeiras de Macacu. Como homenagem, a Câmara Municipal de São Gonçalo batizou com seu nome uma rua no bairro de Mangueira.

logo Revista Conexão Afro

CONEXÃO AFROconexaoafro@gmail.com
Falar com Mãe
Carmen de Oxalá
  (51) 81810404 / (51)  30556655
Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: