Revista Online Conexao Afro

Celebração dos 78 Anos do Ilê de Mãe Carmen de Oxalá – REDOBRAM OS TOQUES DOS TAMBORES

In Comunidade Tradicional de Terreiros on Fevereiro 28, 2012 at 12:48 am

N°o1- 28 de  fevereiro – Guaíba- RS –Brasil

REVISTA CONEXÃO AFRO

Dia 8 de fevereiro de 2012. Esse dia, para os que vivem dentro da Assobecaty, foram realizadas as mesmas coisas que são feitas todos os outros dias.  Temos o compromisso de compartilhar os sentimentos que nos revigora neste dia, pela passagem da data, que significa fazer 78 anos de existência e 24 de documentação jurídica. É nesse sentido que a familia Assobecatyana  partilha o sentimento de respeito aos nossos ancestrais, assim como,  de orgulho e compromisso por fazermos  parte da raiz viva do feminino negro dentro do axé, além de  sermos uma pequena porção do pedacinho da África no Brasil.

O Primeiro Momento

Nesse aspecto é que a diretoria da Assobecaty com Mãe Carmen de Oxalá filhos e filhas de Santo,  planejaram e organizaram, com muito  carinho P2050013cada momento da atividade. Capricharam nos detalhes, inclusive tendo o cuidado  em delimitar dois espaços,  sociais – cívico e religiosos. Além de dividir a celebração em  8  momentos.

 

P2050010

A cerimônia foi vinculada a uma das característica marcante do terreiro. Rememorando,  o terreiro de Mãe Carmen de Oxalá é  reconhecido por órgãos oficiais  como o terreiro do Brasil,  referência  em comunicação, por  buscar  no Ministério de Comunicação a primeira solicitação de concessão pública para Rádio Comunitária além de ter trabalho que inclui 42 Blogs e Redes Sociais, com versão online e impresso  do Jornal Conexão Afro, a revista Conexão Comunitária, Revista Online Conexão Afro. No  inicio da noite aconteceu na Av. Lupicinio Rodrigues o lançamento da revista Rede Cultura na Rua. A  revista  escrita por jovens da comunidade   faz parte dos 8  Micro – Projetos do Territórios da Paz o qual  a entidade ASSOBECATY tem gestado com muito sucesso.

P2050009P2050015

O Segundo Momento

Mesmo tendo sido escolhido  lançar a Revista Rede Cultura na Rua, na data super  importante como no dia do aniversário de fundação da entidade gestora dos Projetos, foi pensado receber a comunidade do Bairro Jardim Santa Rita , em espaço neutro.  A cerimônia do lançamento ocorreu no Salão de Festas do Super Mercado Atual,  onde  foram recebidos  autoridades políticas, civis,  lideranças religiosas e  comunitárias  abrindo novas possibilidades de relação  com a comunidade, e novos espaços socias.

Apresentação do resultado das oficinas do Projeto Mídia na Rua, contou com o testemunho de autoridades com mais alto grau de comprometimento  100_7431 (1)com o Inclusão e desenvolvimento sociocultural do povo brasileiro. O Senador Paulo Paim foi representado por seu assessor Santos Fagundes, Ministério da Cultura Carla Ribeiro e Assembleia Legislativa – Gabinete Dep Daniel Bordignon e Dep Federal Ronaldo Zulke, por  Angelica Mirinha. Além de representações de vários segmentos expressivos da  comunidade.

A Rede Cultura na Rua lançando sua revista. Resultado dos Microprojetos Territórios da Paz – em Guaíba, oficina de Carmen Lúcia de Oliveira. A apresentação do trabalho à comunidade acompanhará as atividades alusivas aos 24 anos de conotação jurídica da ASSOBECATY e 78 anos de tradição na religiosidade de Matriz Africana. A cerimônia teve inicio  às 20hs  quarta-feira – dia 08 de fevereiro no Salão de Festas do supermercado Atual – Avenida Lupicínio Rodrigues, 1096 Bairro Sta Rita – Guaíba/RS. 

A abertura ficou por conta do Prof Gringo que homenageou com uma ladainha, de sua autoria, a  Rede Cultura na Rua, o mesmo estava companhado com seu mestre hierárquico Gato Preto do Grupo de capoeira Guarda Negra.

Após a finalização do lançamento  os convidados estavam sendo aguardados no Ilê de Mãe Carmen de Oxalá

O Terceiro  Momento : Check in no salão

Mãe Carmen de Oxalá com alguns filhos, se deslocaram na frente para checar os serviços  que estavam sendo colocado a disposição dos convidados.

Check in no salão

DSC04950 

Denise aromatizando o ambiente Ok.

DSC04951DSC04994 

André no som Ok,                                          Rede Cultura na Rua :  Grazi Gatona diz fimagem Ok

DSC04959DSC04957DSC04961

O Chef de Cozinha  Luciano Bandeira e sua equipe, mais conhecido como mago das panelas ex Chef do Plaza São Rafael, foi o responsável pelo DSC04956DSC04962Cardápio que foi servido no jantar. Ok

DSC04955DSC04958

o Chef com sua equipe aguarda a presença de Mãe Carmen de Oxalá  para aprovar e dar início ao serviço de jantar. A Yalorixá autorizou o inicio do terceiro momento da  celebração dos 78 anos de existência do terreiro que foi de sua Mãe biológica;

DSC05002DSC05003

Água gelada, refri gelado sevidos pelo garçom Jorge, Ok.

Quarto  Momento  – Foi aberto  o sofisticado jantar,  do género bufett, com imenso glamour.

DSC04964DSC04967

Garantindo o principio masculino e o principío da senioridade Pai Roni de Ogum foi convidado abrir o Buffet. AJEUM

DSC04966DSC04970

DSC04968DSC04977

Garantindo o principio feminino Mãe Bere de Oxum                             Mestre Gato Preto – Grupo de Capoeira Guarda Negra

DSC04979

O bufett Quente

DSC04976DSC04971DSC04972

DSC04978DSC04973DSC04974

DSC04965DSC04975

DSC04982

Niara de Oxalá- Pelotas, Coordenador de Políticas de Ponto de Cultura ,  João Pontes,Luis,  Flávio oficineiro de Grafite; Trampo 

Ambientes diferenciados garantiram o conforto dos convidados: serviço americano e mesas ao ar livre na área externa da casa.

Quinto  Momento  – Apresentação do salão

O SALÃO DOS ORIXÁS COM TOQUE BRANCO

 Parecia  um sonho , mas a noite de quarta- feira (8/2) foi real e inesquecível por todos que passaram na celebração de aniversário da Assobecaty.
A decoração do salão dos orixás, o branco simbolizando paz, serenidade, luz.

DSC04983DSC04985

Para agradar  Pai Oxalá, foram  utilizados enfeites  brancos, no intuíto de proporcionar ao ambiente a irradiação do axé do “Orixá Fun Fun” pano branco,  O compusê do piso  em azul.

DSC04987DSC05050DSC05049

A suavidade do salão todo decorado na cor branca com detalhes em prata refinam o tom branco, dando naturalidade ao ambiente, que fica com um toque de delicadeza e transmite conforto espiritual.

DSC04984DSC05047

Nas terreiras existem dificuldades históricas que cercam esses espaços tipicos, uma delas é atender pessoas de baixa renda, conseguentemente ficam poucos recursos, com pouco dinheiro para decorar a casa de religião, é nas dificuldade que brota a criatividade dentro das comunidades tradicionais de terreiras, sempre foram muito ativadas , a assobecaty procura até os dias atuais fazer tudo o que for possivel a mão e dentro do ilê, por acreditar que todas as coisas que  passa pelas mãos , sempre será valorizado, por carregar e transmitir ,  axé que , é , sagrado  .

O Sexto Momento

Existem momentos que devem ser registrados, este é um deles.

Rodeada por autoridades religiosas e civis , na companhia da familia , parceiros amigos e dos filhos de santo. Mãe Carmen de Oxalá, mulher negra, nomeada pelos orixás para a dificil missão de suceder sua mãe biológica, “ Iyá Quina de Yemanjá” cuidando e  zelando  pela herança. Autorizou o inicio do sexto momento da celebração dos 78 anos de existência do terreiro que foi de sua Mãe biológica.

Mestre de Serimonial Denise F

Cerimonialista  Denise Flores  conduz os momentos emocionantes pela mistura de sentimentos de revenrenciar o passado, as recordações saudando o presente .

A Matriz cultural brasileira tem muitas cores. Para cada cor , muitos tons, para estes tons os acordes étnicos da composição dada por negros e negras, que no nosso país, são depositários das várias nações do continente africano. Cultivar as raizes civilizatórias, remontando por meio do culto aos orixás a família mítica africana , impediu que a nossa identidade se dissipasse nas arguras da narração oficial da história brasileira.

426219_327521747283758_100000778066311_842480_1437957953_n

Da esquerda para a direita Baba Xandeco de Xango, Representante do Ministério da Cultura, Margarete Morães, Representante da Assembléia Legislativa Gabinete do Deputado Estadual Bordinhom, Algelica Mirinhã, Pai Roni de Ogum e Mãe Carmen de Oxalá

DSC05013DSC05014 

Mãe Neusa de Oxum, Pai Felipe de Iansã,

 

ASSOBECATY- Associação Beneficente Cultural Africana Templo de Yemanjá designada também por Assobecaty, se reconhece como um espaço de tradição cultural, tanto pelas práticas religiosas em si quanto pelos 24 anos de conotação juridica , mas prioritariamente, por ser apropriada da trajetória ancestral que cruzou o oceano desde África, são 78 anos vivenciando os  fundamentos da tradição.

.DSC05017427769_322300011139265_100000778066311_831260_591781421_n

Coordenador de Políticas de Ponto de Cultura , João Pontes

Os rito sagrados dos nossos costumes comemoram a vinda dos orixás ao Ilê, comemoração para nós é fonte de agradecimento, alegria e divisão desse Axé. Este mês  especialmente, a Assobecaty redobra o toque de seus tambores por que toca pelo ano de 2012 , que é regido pelo orixá Oxalá, também em agradecimento aos 77 anos antes deste.

 DSC05021DSC05022

A Herança que Mãe Carmen de Oxalá carrega,  entregue a ela por sua mãe biológica Iyá Quina de Yemanjá, encerra uma pequena porção desta àfrica , essesncialmente o que chamamos de povo brasileiro.

Em nome de nossa ancestralidade em memória Iyá Quina de Yemanjá e sob a direção civil e o comando  religiosos de Carmen Lucia Silva de Oliveira – Yalorixá Carmen de Oxalá, foi dado inicio as comemorações dos 24 anos de conotação juridica da Associação Beneficente Cultural Africana Templo de Yemanjá.

Rodeada por autoridades religiosas e civis , na companhia da familia , parceiros amigos e dos filhos de santo.Mãe Carmen de Oxalá, passa  dar as boas vindas, aos presentes

DSC05023DSC05024DSC05025

Mãe Carmen de Oxalá ao fazer uso da palavra: inicialmente agradeceu os ensinamentos que recebeu de sua Mãe, por ter sido escolhida como sua sucessora, ancestrais ao seu orixá, por ter tido abença do Pai Oxalá e Mãe Yemanjá por estar vivênciando momentos impares que nem esse. Salientou que os passos que ASSOBECATY, vem realizando, não podem ser dados solitariamente, somente é possivel com a articulação com parceiros sérios e éticos. Pediu que as pessoas se sintam a vontade, agradeceu a presença de todos os convidados

O Sétimo  Momento – Falas dos convidados

DSCF1474DSCF1466

Representando o Ministério da Cultura : Margarete Morães

DSCF1459

Atração Cultural, ficou com a Professora Zélia Lima, que criou e interpretou  uma personagem chamada Angola, que trouxe uma linda mensagem.

DSCF1477

Professor de capoeira Gringo, agradeceu  a acolhida que Assobecaty, fez durante 10 anos para a Capoeira.

DSCF1476

Momento de agradecer ao Mago das Panelas e ao mais novo calouro da Puc, o Garçon Jorge passou no Vestibular da Puc, Receberam uma salva de palmas.

DSC05042

DSCF1459DSC05043DSC05019

Mimo Personalizado de Agradecimento

100_1737100_1745100_1742

Também, fazendo parte do Ritual, os convidados foram surpreendidos com uma forma muito delicada de agradecer a presença de todos nesta data tão especial,, foi ofertado um mimo para os convidados, No final do momento das manifestações a anfitriâ Mãe Carmen de Oxalá trocava os agradecimentos entregando um mini porta jóia em prata, contendo diversos provérbios africanos.

Oitavo  Momento: Registro fotográficos com alguns convidados

 

404533_327073033995296_100000778066311_841659_1910930937_n

Santa- Maria – Coordenador do Colegiado de Culturas Populares do Estado do Rio Grande do Sul : Pai Nei de Ogum, da cidade de Santa Maria, veio prestigiar a festa.

DSC05069

Porto Alegre – Coordenador da Comissão dos Desassistidos pela Política de Seguranaça Alimentar do Rio Grande do Sul. Baba Xandeco de Xangô, veio trazer um abraço e compartilhar deste momento festivo.

DSC05071

Os filhos do Baba Xandeco, também estão  compartilhando  deste momento festivo.

DSC05077

Guaiba – Mãe Neusa de Oxum comparreceu na Assobecaty

DSC05073                                                                                                                  

Pelotas estava muito bem representado por Tereza de Iansã, filha de Mãe Marilha de Oxum

DSC05074

Guaiba  – Mãe NIlza  prestigiou a festa

428020_287124901354732_100001716721335_724269_225296038_n

Viamão- Babalorixá  e Alábê Antonio Carlos de Xangô

DSC05078

Pelotas – Babalorixá Toninho de Bará

DSC05079DSC05081

São Leopoldo Andre de Oxalá

DSC05080DSC05084

Viamão  vice- Presidente da Assobecaty Cleomar da Rosa

DSC05006DSC05051

Esse é o momento que começam a organização  para remeter os presentes à mais pura expressão,  para  conduzi-los aos rituais de  cerimônia sagrada ,

A religiosidade na Assobecaty, se manifesta durante 78 anos através dos seus rituais, dos cânticos, da celebração, da memória dos seus ancestrais, da sua ligação com esse passado de luta resistência e sofrimento. A dimensão do “sagrado” nesse território  mitico , isto é amplo de significados, se mostra através desses aspectos, e por isso podemos dizer que a religiosidade vai além, ela é  um dos componentes  importante por fazer parte de um  sistema cultural.

 DSC05056DSC05085

DSC05055DSC05082

Também está no momento de desfrutar do axé dos orixás e do toque dos atabaques

 DSC05063DSC05034

Sob o comando do  Babalorixá e Alabé Antonio Carlos de Xangô

Com certeza, você já ouviu dizer que na África os tambores falam?

Pois bem, na Assobecaty também é assim, Eles falam, nesse espaço que sediou a cerimônia com extensa programação, realizando esta grande festa, neste momento que os tambores vão ecoar, rufar em fim evocar os orixás até o amanhecer.

DSC05087DSC05083

Os filhos de Mãe Carmen de Oxalá, demonstravam estar muito alegres, cantavam  e dançavam  com fé, humildade e devoção

DSC05098DSC05097

DSC05105DSC05110

Essas práticas, é para a nossa comunidade,  simples de nosso terreiro, tem um sentido muito especial e profundo  que determina  nossas vidas, nossas  crenças, nossos  modos de vida, nossos  sonhos, nossas  lutas, nossas derrotas ,e principalmente nossas vitórias. É,  para nós Assobecatyanos, chamamos de resistência , parabéns Assobecaty por seus 78 anos de resistência e 24 de Conotação Jurídica. 

Enviar noticias : REVISTA
CONEXÃO AFRO conexaoafro@gmail.com


Mãe Carmen de Oxalá
 caracoles

(51) 97010303  81810404 e 30556655

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: